BTS acertou na estratégia de aumentar as parcerias com artistas ocidentais, diz Forbes

O grupo sul-coreano já lançou canções com Halsey, Charli XCX e Nicki Minaj

Redação Publicado em 18/06/2019, às 16h46

None
BTS (Foto: Divulgação)

Embora o BTS seja um dos grupos mais favoritos no universo do K-Pop há pelo menos uma década, no entanto, apenas há dois anos o septeto começou a movimentar, de forma notável, o mercado dos Estados Unidos. 

Desde as primeiras aparições nos gráficos da cultura mainstrem, o BTS se destacou por quebrar vários recordes. Veja aqui os 21 recordes do fenômeno até o momento. Em abril, o grupo se igualou aos Beatles nas paradas de vendas de discos nos EUA

O primeiro grande sucesso do grupo nos EUA foi em 2017, quando a música “Mic Drop” chegou na 28 posição do Hot 100 da Billboard.  A faixa contou com DJ e produtor Steve Aoki, e um remix com o rapper Desiigner.

Em 2018, BTS voltou para o estúdio com Aoki. Desta vez para criar a faixa "Waste It on Me", que acabou sendo destaque no álbum Neon Future III. Outro single que ajudou o grupo a subir nas paradas das rádios americanas foi "Idol", em parceria com a Nicki Minaj, no disco Love Yourself: Answer. A faixa chegou no topo da lista Billboard 200 e ocupou a 11 posição na Hot 100. 

+++ BTS em vídeos: os principais clipes somam mais de 3 bilhões de views

Em 2019, BTS lançou o sucesso Map of the Soul: Persona e mostraram um diferencial por usarem como estratégia o intercâmbio entre a língua coreana e os artistas ocidentais. O grupo já lançou três músicas com artistas norte-americanos, a primeira delas "Boy With Luv" em parceria com a cantora Halsey.

+++ BTS encarna os Beatles em incrível apresentação na TV dos EUA

A faixa se tornou um verdadeiro hit, e alcançou a oitava posição no Hot 100 da Billboard. As outras duas músicas integram o novo jogo interativo, chamado BTS World, intituladas de "Dream Glow" com a Charli XCX e "A Brand New Day" com Zara Larsson.

No ritmo que estão, BTS pode continuar a trabalhar com artistas que falam cada vez mais idiomas além do coreano, pois essa estratégia funciona bem para todos, segundo a Forbes. 

 

+++ MINHA PLAYLIST: Rael está "envolvidão" por Bob Marley e Caetano Veloso