Pulse

BTS é criticado por anunciar show na Arábia Saudita; entenda

O grupo de k-pop tem provocado reações adversas dos fãs que acreditam no boicote à Arábia Saudita em apoio aos Direitos Humanos

Redação Publicado em 15/07/2019, às 12h51

None
BTS (Foto: Divulgação)

Recentemente, o BTS anunciou que levará a turnê Love Yourself: Speak Yourself para o Estádio Internacional Rei Fahd, na Arábia Saudita, em 11 de Outubro.

No entanto, as notícias correram rápido e o posicionamento do grupo de k-pop tem sido bastante criticado nas redes sociais.

Muitos seguidores do BTS, inclusivem discordam com o posicionamento dos meninos, afirmando que eles não devem tocar no país em decorrência do seu histórico negativo frente aos Direitos Humanos.

“Desde que chegou ao poder em 2017, o Mohammad bin Salman [príncipe herdeiro da Arábia Saudita] liderou uma repressão aos Direitos Humanos, especialmente das mulheres que vivem em seu Reino”, escreveu o presidente e fundador da organização Human Rights Foundation, Thor Halvorssen.

E acrescentou: “Se você continuar com o show, estará tolerando e servindo as necessidades de relações públicas de um governo que executa homossexuais pelo 'crime' de ser quem eles são.”

Enquanto alguns fãs defendem que a política não deve ser um fator de desempenho, outros acreditam que os meninos deveriam cancelar o show.

"Artistas boicotaram a Arábia Saudita devido a abusos dos direitos humanos contra mulheres ativistas e contra a comunidade LGBTQ+. O BTS é representante da ONU e todos os envolvidos aqui deveriam saber disso", dizia um dos comentários.

+++ Di Ferrero escolhe os melhores de todos os tempos: de Metallica a Charlie Brown Jr.