Cantor de ópera Plácido Domingo é acusado de assédio sexual por nove mulheres

Mais de 30 pessoas contaram que já presenciaram atitudes invasivas e abusivas do maestro espanhol com mulheres mais jovens

Redação Publicado em 13/08/2019, às 09h13

None
O cantor de ópera Plácido Domingo (Foto:CTK/AP Images)

Segundo informações obtidas pela Associated Press, nove pessoas acusaram o cantor de ópera Plácido Domingo de assédio sexual. De acordo com o depoimento das vítimas, por anos ele tentou forçar mulheres a terem relações sexuais em troca de trabalho, e chegou até a punir profissionalmente algumas que recusaram.

As declarações afirmam que essas atitudes do homem de 78 anos eram como segredos, mas com a diferença de que todo mundo do meio em que ele atua sabia.

Vencedor de diversos prêmios Grammy, Domingo é considerado um dos maiores cantores de ópera de todos o tempos, além de ser um maestro ativo e elogiado, e também diretor da Los Angeles Opera. Pessoas que já trabalharam com ele descrevem-no como um homem charmoso e que trabalha incansavelmente para promover sua arte.

+++Leia mais: Ator de clipe de Katy Perry acusa cantora de assédio sexual

Oito cantoras e uma dançarina falaram à AP sobre os abusos que sofrem em encontros que aconteceram ao longo de três décadas e tiveram início no fim dos anos 1980. Os relatos mostram que o cantor cometia os atos em locais como companhias de ópera nas quais mantinha cargos gerenciais elevados. 

Uma acusadora contou que o maestro espanhol colocou a mão por baixo de sua saia, e outras três disseram que ele forçou beijos na boca em camarins, quartos de hotel e reuniões em almoços.

"Um almoço para falar de negócios não é estranho. Alguém tentar segurar sua mão em um almoço de negócios é estranho, ou colocar a mão em seu joelho também é um pouco estranho. Ele sempre dava um jeito de tocar nas pessoas, e sempre beijando", relatou uma das cantoras.

+++Leia mais: Disney exclui cena de Toy Story 2 que fazia piada com assédio sexual

A Associated Press conversou com mais de 30 pessoas, entre elas cantoras, dançarinas, músicos de orquestras, equipe de bastidores, professores de canto e administradores envolvidos no meio da ópera, e todos disseram já ter visto Domingo agir de forma sexual com mulheres mais jovens.

Plácido Domingo emitiu um comunicado no qual fala sobre as acusações. No texto, o cantor diz que os relatos são "profundamente perturbadores" e "imprecisos".

"Ainda assim, é doloroso ouvir que eu possa ter feito alguém se sentir triste ou desconfortável, independente de quanto tempo atrás ou das minhas melhores intenções. Acredito que todas as minhas interações e relacionamentos foram sempre bem-vindos e consensuais. Pessoas que me conhecem e já trabalharam comigo sabem que não sou alguém que prejudica, ofende ou  constrange intencionalmente", escreveu.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019