Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Polêmica

Cantora denuncia racismo no Aeroporto Santos Dumont; Infraero nega

Cantora Luciene Dom afirmou terem 'revistado seu cabelo' nesta quinta-feira (14); Infraero diz que 'foi constatado por imagens de câmeras' que episódio não ocorreu

Redação Publicado em 15/12/2023, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cantora Luciene Dom via X (antigo Twitter)
Cantora Luciene Dom via X (antigo Twitter)

A cantora Luciane Dom denunciou um caso de racismo no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino a São Paulo. nesta quinta-feira (14). Ela relatou que teve o cabelo revistado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que nega o caso.

Através do X (antigo Twitter), a cantora comentou o caso. A publicação foi excluída após o pronunciamento da Infraero. Confira a postagem:

Acabaram de revistar o meu cabelo no Aeroporto Santos Dumont! Eu estou sem chão. Nem sei o que pensar"

Luciene Dom no X (antigo Twitter)

Depois, pelo Instagram, Luciane lamentou que "as coisas nunca são suaves para pessoas como eu". "Queria ao menos ter ânimo e cabeça pra continuar divulgando o som e falando o que eu estava falando durante uma semana.. queria estar leve! Mas não".

+++ LEIA MAIS: Luísa Sonza: Qual foi o desfecho de processo sobre racismo?

A cantora conta que já havia passado pelo scanner corporal, e a mala pelo raio-x. "A mulher me diz: 'tenho que olhar seu cabelo'. Eu olho pra ela aterrorizada com a violência desse ato. Ela chama o superior. Meu dia acabou", destacado.

Estou obviamente frustrada, decepcionada. Por mais que seja algo que eu já espere, porque a gente vive em uma estrutura racista, é muito ruim quando acontece porque fere algo muito profundo da nossa dignidade".

O que diz a Infraero

Em nota divulgada para a imprensa, a Infraero negou que o cabelo da cantora tenha sido revistado. A empresa ainda diz que a inspeção investigada não leva em consideração qualquer característica do passageiro, e que repudia quaisquer formas de discriminação.

+++ LEIA MAIS: Corinne Bailey Rae assume antirracismo punk em novo álbum: 'Me libertei'

A cantora Luciane Dom foi selecionada aleatoriamente para um manual de inspeção. Após averiguação interna, foi constatado por imagens de câmeras de segurança que não houve uma inspeção nos cabelos A inspeção de segurança solicitada é independente de origem, raça, sexo, idade, profissão, carga, orientação sexual, orientação religiosa ou qualquer outra característica do passageiro.

A Infraero reitera que repudia quaisquer formas de discriminação, que comportamentos como injúria racial e racismo não são tolerados nos aeroportos sob sua administração e está à disposição das autoridades competentes para os esclarecimentos que fazem necessários

Nota de Imprensa da INFRAERO sobre Luciene Dom