Cardi B é processada por chamar apoiadores de Trump de racistas

Os autos do processo foram obtidos pelo TMZ

Redação Publicado em 22/09/2020, às 19h00

None
Cardi B e Donald Trump (Foto 1: Dia Dipasupil/Getty Images/ Foto 2: Mark Seliger)

Cardi B, a irmã HennessyCarolina e a namorada da última, Michelle Diaz, estão sendo processadas por chamarem os apoiadores do "Make America Great Again" (slogan utilizado por Donald Trump) de racistas. As informações são do site Consequence of Sound.

Os autos do processo foram obtidos pelo TMZ. Os dois grupos se encontraram inesperadamente em Smith Point Beach, em Long Island.

+++ LEIA MAIS: Donald Trump está tentando iniciar uma guerra racial

De acordo com o advogado dos demandantes (via NBC New York), Carolina os abordou e começou a "enfurecê-los, cuspir, insultar, agredir, difamar e ameaçá-los, enquanto os filmava, porque um deles usava um chapéu [escrito] MAGA".

Segundo o site, após o evento, Cardi B, Carolina e Diaz postaram o vídeo do incidente e classificaram os indivíduos como “racistas”. Assista ao vídeo aqui.

+++LEIA MAIS: Com quais palavras Cardi B garante que nunca vai rimar?

Os demandantes afirmam que o vídeo postado forai editado “tortuosamente” por Cardi, Carolina e Diaz para "fazê-los parecer racistas", via Consequence of Sound.

Nas redes sociais, Cardi B comentou: "Minha irmã não pode ir à praia no Hampton (sic) devido aos apoiadores de Trump porque elas estavam sozinhas e Papai Noel estava assediando a namorada da minha irmã porque elas são um casal gay afro-hispânico.”

Ao TMZ, Carolina compartilhou como sentiu que elas eram o alvo porque “nos viram estacionando aqui e estávamos falando espanhol”.


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE