Carey Mulligan descarta papel de Hillary Clinton em cinebiografia

Atriz tem outros planos para os próximos meses e preferiu não assumir a responsabilidade

Redação Publicado em 12/06/2013, às 12h07 - Atualizado às 17h16

Carey Mulligan
AP

Não será Carey Mulligan a responsável por dar vida a Hillary Clinton nos cinemas. A atriz, que era uma das mais cotadas para protagonizar a cinebiografia Rodham, recusou o papel, segundo noticiou o site da revista The Hollywood Reporter, porque não estaria pronta para assumir a responsabilidade no momento.

A atriz, que acaba de estrear como Daisy na adaptação de Baz Luhrmann de O Grande Gatsby, tem ainda para os próximos meses uma atuação ao lado de Robert Pattinson em Hold on to Me e com o diretor Thomas Vinterberg no drama Far from the Madding Crowd, ambos previstos para o ano que vem.

Carey Mulligan era um dos nomes possíveis para o papel da Secretária de Estado, mas outras estrelas como Scarlett Johansson, Amanda Seyfried, Reese Witherspoon e Jessica Chastain também foram citadas. Esta última já se pronunciou publicamente negando os rumores.

Com previsão para chegar aos cinemas em 2016, ano em que a democrata pode concorrer à presidência de seu país, Rodham deve ter foco na época em que Hillary começou sua carreira como advogada em Washington, em 1974. A direção é de James Ponsoldt.