Carta de Charles Bukowski é vendida por quase R$ 3 mil

"Velho safado", morto há 15 anos, dá conselhos à poetisa Ann Menebroker: "Segure firme, querida, (...) e logo você estará rindo"

Da redação Publicado em 29/06/2009, às 12h24

Uma carta com conselhos de Charles Bukowski à amiga e poetisa Ann Menebroker foi vendida, na semana passada, pelo site Abebooks. Sugestões do autor norte-americano para que Menebroker "aguentasse firme", foram arrematados por US$ 1,5 mil (R$ 2,9 mil), informou o jornal britânico The Guardian. O portal literário, uma espécie de grande sebo virtual, é especializado em livros usados e antigos.

No texto, Bukowski diz à autora que "adoraria vê-la", mas não pode prometer "sexo ou amor, sequer compreensão". "Mas eu gostaria de vê-la", reitera. "Poderíamos tomar alguns drinques (...) e você pode ficar o quanto desejar. É sossegado aqui. As pessoas vêm, mas não ficam muito. Não tenho laços fortes."

Mais adiante, o autor de Factotum e Pulp - e que também atendia por "velho safado" - pede que Menebroker tenha paciência. "Segure firme, querida, agarre-se à porra das paredes, e logo você estará rindo, você estará pensando, 'como eu deixei isso mexer tanto comigo?'. Tudo o que precisamos é de tempo - para nos fortalecermos, sentirmo-nos melhor e, então, cometer os mesmos erros de novo."

Morto em 1994, aos 73 anos, o poeta, romancista e roterista reconhece que a poetisa não é a única pessoa emocional do pedaço. "Também sou sentimental; quando os jogos começam - os duros jogos que homens e mulheres jogam uns com os outros -, eu perco."

Para ler a carta na íntegra (em inglês), clique aquiaqui.