Casa Branca nega ter permitido viagem de Jay-Z e Beyoncé a Cuba

Porta-voz Jay Carney esclareceu que este é um assunto resolvido exclusivamente pelo Departamento do Tesouro

Redação Publicado em 12/04/2013, às 12h19 - Atualizado às 12h23

Beyoncé e Jay-Z - Cuba
AP

A resposta de Jay-Z aos congressistas republicanos que questionaram a sua viagem com Beyoncé a Cuba causou certo constrangimento na Casa Branca. Jay Carney, porta-voz da presidência, reuniu coletiva de imprensa para esclarecer que assuntos como este são resolvidos exclusivamente pelo Departamento do Tesouro.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Na canção que lançou para se declarar sobre o assunto, o rapper afirma que veio da sede da presidência a permissão para viajar à ilha que sofre embargo dos Estados Unidos há mais de 50 anos. “Acho que nada rima com Tesouro”, brincou Carney.

“Tenho certeza quando digo que a Casa Branca e o presidente não tiveram nada a ver com a viagem de ninguém a Cuba”, afirmou o porta-voz. As acusações de congressistas republicanos lembraram da relação estreita entre o rapper e o presidente Barack Obama – tanto Jay-Z como Beyoncé participaram ativamente da campanha presidencial do ano passado.

“Políticos nunca fizeram merda alguma por mim / Exceto mentir para mim, distorcer a história”, rima Jay-Z em “Open Letter”, produzida por Timbaland e Swizz Beatz. A viagem, feita em comemoração dos cinco anos de casamento entre ele e a cantora, foi criticada especialmente pelo senador Marco Rubio e pelos representantes Ileana Ros-Lehtinen e Mario Diaz-Balart, todos eles da Flórida.

Ouça a faixa “Open Letter”: