Casa de Amy Winehouse deverá servir de sede para instituição que leva o nome da cantora

A família dela quer colaborar com causas defendidas por Amy, além de ajudar dependentes químicos

Da redação Publicado em 05/08/2011, às 13h43

Casa de Amy Winehouse servirá de sede para instituição beneficente
AP

Localizada em Camden, no norte de Londres, a casa onde morava Amy Winehouse, avaliada em 2,5 milhões de libras (algo em torno de R$ 6,5 milhões) deverá servir de lar para uma instituição, com o nome da cantora, que visa ajudar dependentes químicos e outras causas. As informações são do site do jornal The Sun.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

Falando no funeral de Amy, realizado no último dia 26, Mitch anunciou a intenção de amparar aqueles que não têm condições de pagar por tratamentos em clínicas particulares de reabilitação, e que têm de esperar, em média, dois anos para conseguir cuidados médicos do governo, de acordo com Mitch. "Queremos fazer uma diferença positiva", disse ele.

Horas depois, a organização britânica DrugScope questionou as declarações do pai de Amy, afirmando que 94% dos pacientes recebem algum tipo de tratamento no prazo de três semanas, após pedirem ajuda.

A fundação Amy Winehouse deverá ser parcialmente mantida com os lucros do single "Body and Soul", que Amy fez com Tony Bennet. A canção também estará no disco Tony Bennett: Duets II, com lançamento previsto para 20 de setembro

A nota esclarece que a sede da entidade beneficente não será a mesma coisa que o projeto de apoio aos que precisam de reabilitação. Será algo mais amplo, embora esta campanha seja uma das que serão coordenadas pela fundação.

A missão da Fundação Amy Winehouse será declarada oficialmente no dia 14 de setembro, data quando a cantora completaria 28 anos.