Casa onde Kurt Cobain foi encontrado morto é colocada à venda em Seattle, nos EUA

Corpo do cantor estava em uma estrutura que depois foi demolida por Courtney Love

Redação Publicado em 01/10/2019, às 09h59 - Atualizado às 10h00

None
Kurt Cobain e Courtney Love (Foto: 1203494Globe Photos / MediaPunch / MediaPunch / IPx)

A antiga casa de Kurt Cobain e Courtney Love foi colocada à venda. Os atuais proprietários anunciaram a residência de Seattle no site da corretora de imóveis Ewing & Clark Inc por US$ 7,5 milhões.

No anúncio, a venda é descrita como uma oportunidade única de adquirir a casa dos astros com a estrutura original preservada, que inclui 4 banheiros, 4 quartos e uma adega. 

"Uma casa perfeitamente mantida com presença extraordinária, situada em um belo parque, no coração de Denny Blaine. Construída em 1902, apresenta uma parte externa exterior diferenciada por janelas expressivas, detalhes em pedra e estilo Queen Anne, completamente renovada. A poucos passos do lago e da agitação do Madison Park. Quinze minutos para o centro. Uma oportunidade única na vida!" 

+++ Leia Mais: Rock in Rio 2019: Dave Grohl diz que chorou quando ouviu o Weezer tocando "Lithium" do Nirvana

A corretora Courtesy of Ewing & Clark, Inc. junto com a empresa Northwest Multiple Listing Service, divulgaram fotos da propriedade no site.

Kurt e Courtney compraram a casa em janeiro de 1994 e moraram nela até abril, quando Cobain foi encontrado morto dentro da estufa, que ficava em uma estrutura a parte da residência.

Após o suicídio do cantor, Courtney mandou demolir a estufa e vendeu a propriedade apenas três anos depois, em 1997, por US$ 2,9 milhões.

Recentemente, o astro foi homenageado pela filha, Frances Bean Cobain, que lançou a coleção de roupas 'Kurt Was Here'. As peças foram estampadas com os desenhos, pinturas e anotações do diário do artista.

+++ Leia Mais: 28 anos de Nevermind: 7 curiosidades sobre o clássico do grunge que você não sabia [LISTA]

Já o Nirvana lançará uma versão remasterizada do disco MTV Unplugged In New York, o dia primeiro de novembro, em comemoração aos 25 anos do famoso álbum acústico. O disco contará com cinco ensaios inéditos das músicas "Come As You Are", "Polly", "Plateau", "Pennyroyal Tea"e "The Man Who Sold the World".