Casa onde Amy Winehouse morreu será vendida

Propriedade em Londres está avaliada em US$ 3,5 milhões e hoje serve como ponto de peregrinação de fãs

Redação Publicado em 31/05/2012, às 11h14 - Atualizado às 13h31

Amy Winehouse
AP

A casa onde Amy Winehouse morava e foi encontrada morta em julho do ano passado, no bairro londrino de Camden Town, será vendida. A decisão foi tomada pela família da cantora, que deve faturar cerca de US$ 3,5 milhões com a negociação, segundo o jornal The Sun.

Como o vício em álcool tirou a vida de Amy Winehouse – e as grandes músicas inéditas que ela deixou para trás.

Nenhum parente de Amy considerou a possibilidade de morar no local, informou o porta-voz da família. Atualmente, a casa serve como local de peregrinação dos fãs, que depositam ali objetos que lembram a diva.

O porta-voz informou ainda que a família pensou em fazer da casa a sede da Fundação Amy Winehouse, que irá ajudar dependentes químicos, mas desistiu da ideia pelo alto valor que estava sendo dispensado para manter a propriedade vazia.