Casas de infância de Lennon e McCartney serão preservadas

Residências em que ex-Beatles cresceram não poderão sofrer quaisquer alterações sem autorização oficial; decisão não contempla casas de Ringo Starr e George Harrison

Redação Publicado em 01/03/2012, às 11h21 - Atualizado às 11h59

Nº1 - Beatles: texto escrito por Elvis Costello
AP

As casas em que os ex-Beatles John Lennon e Paul McCartney passaram a infância, em Liverpool, serão preservadas, não podendo sofrer qualquer alteração sem autorização oficial, conforme informaram funcionários do governo britânico na última quarta-feira, 29.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Lennon viveu no número 251 da avenida Menlove por quase duas décadas, entre 1945 e 1963, enquanto McCartney chegou à rua Forthlin em 1955 (ele nasceu em 1942), permanecendo nela por nove anos. Foi na residência de Lennon que eles escreveram “Please Please Me”, primeira canção dos Beatles que chegou ao topo das paradas.

Ambas as casas foram restauradas pelo The National Trust, organização responsável pela preservação do patrimônio histórico do Reino Unido. No entanto, o órgão optou por não preservar as casas de George Harrison e Ringo Starr.