Casey Affleck resolve acusações de assédio sexual

Diretor de Joaquin Phoenix: I'm Still Here faz acordo com as duas mulheres que o processaram

Da redação Publicado em 16/09/2010, às 12h57

Casey Affleck entrou em acordo com Magdalena Gorka e Amanda White, que o tinham processado por assédio sexual
AP

Casey Affleck, diretor do documentário Joaquin Phoenix: I'm Still Here, resolveu as acusações de assédio sexual que haviam sido movidas por duas mulheres que integraram a equipe do longa-metragem. A informação foi divulgada pelo The Hollywood Reporter.

O irmão mais novo do ator Ben Affleck foi acusado de comportamento inapropriado por Magdalena Gorka e Amanda White, que trabalharam na realização do filme. Gorka havia entrado com um processo no valor de US$ 2,25 milhões, enquanto que White moveu ação na quantia de U$S 2 milhões. Ambas alegaram que, após o assédio, decidiram deixar o projeto sem o pagamento, e corriam risco de não serem creditadas por seu trabalho.

"A disputa entre a Flemmy Productions, LLC e Casey Affleck com Amanda White e Magdalena Gorka, relacionadas ao filme I'm Still Here foi resolvida, com mútua satisfação das partes", disseram os representantes de Affleck, por meio de comunicado à imprensa. Mais detalhes com relação aos valores do acordo não foram divulgados. O que se sabe é que White, produtora, e Gorka, cinegrafista, terão seus nomes nos créditos. O longa-metragem estrelado por Joaquin Phoenix ainda não tem data de estreia no Brasil.