Caso de plágio de Stranger Things é rejeitado na justiça

O processo, que Charlie Kessler alega ter sido plagiado pelos irmãos Duffer, estava programado para ir a julgamento nesta segunda, 6

Redação Publicado em 06/05/2019, às 12h33

None
Sadie Sink, Noah Schnapp, Millie Bobby Brown, Finn Wolfhard e Caleb McLaughlin (Foto: Reprodução)

Segundo a Deadline, o processo judicial contra os criadores de Stranger Things será rejeitado. O cineasta Charlie Kessler entrou com um pedido de retirada do termo dois dias antes do julgamento. O caso estava programado para ir ao tribunal nesta segunda, 6.. 

Em 2018, o roteirista acusou os irmãos Matt e Ross Duffer de plágio. Kessler diz ter dado a ideia para os Duffer em 2014, durante o Festival de Cinema de Tribeca, em que ele e seus agentes apresentaram a ideia de estender o formato de Montauk, seu curta-metragem sobre fenômenos paranormais, para uma série televisiva.

+++ Criadores de Stranger Things são acusados de plágio e vão a julgamento

Quando contatado pela Pitchfork, o advogado de Charlie Kessler compartilhou a seguinte declaração:

Charlie Kessler apresentou um pedido de retirada da acusação e disse: “Depois de ouvir o testemunho do especialista que contratei, agora é aparente para mim que, seja lá o que eu possa ter acreditado no passado, meu trabalho não teve nada a ver com a criação de Stranger Things. Documentos de 2010 e 2013 provam que os Duffers criaram a série independentemente do curta-metragem. Como resultado, retirei a minha queixa e não farei mais comentários sobre este assunto."

Além disso, a Netflix compartilhou a seguinte declaração com a Pitchfork:

"Nós estamos contentes em deixar para trás esse processo sem fundamento. Como já dissemos, Stranger Things é uma criação original dos irmãos Duffer. Estamos orgulhosos da série e dos nossos amigos. Foi com as suas visões artísticas, a paixão, criatividade e o trabalho duro ao lado de nosso talentoso elenco e equipe que fizeram a série ganhar vida e alcançar esse enorme sucesso." 

Deste o início, os criadores de Stranger Things negaram a acusação e afirmam que o processo judicial era "completamente sem mérito".

++++ Cheia de amor, Cynthia Luz se posiciona como dona da voz (rouca) em ascensão do pop e R&B nacional