Causa da morte de Jerry Lewis foi doença cardíaca em estágio terminal, confirma legista

O médico ainda informou que o comediante estava recebendo cuidados médicos em casa antes de morrer no último domingo, 20

Redação Publicado em 22/08/2017, às 14h46 - Atualizado às 15h58

Jerry Lewis

Ver Galeria
(3 imagens)

Foi confirmado na última segunda, 21, que a morte de Jerry Lewis foi causada por uma doença cardíaca em estágio terminal. A informação veio do médico John Fundenberg, legista do condado de Clark, nos Estados Unidos.

A lenda da comédia morreu no último domingo, 20, na casa dele, na cidade de Las Vegas. Ele tinha 91 anos.

Jerry Lewis: dez momentos inesquecíveis do comediante

De acordo com o legista, não é necessário alongar a investigação. Fudengerg ainda informou que Lewis estava recebendo cuidados médicos em casa antes de morrer.

Nascido em 1926, em New Jersey, nos Estados Unidos, Lewis começou a atuar cedo. Ele estreou nos palcos ao lado dos pais dele, ainda na adolescência. O ator se consolidou como um dos nomes mais relevantes da comédia ao lado de Dean Martin, com quem começou a atuar em 1946. Eles apareceram em filmes como A Amiga da Onça, de 1949, e atuaram em 16 produções em 10 anos. A parceria acabou em 1956.

Após o fim da dupla, Lewis focou na carreira cinematográfica, se juntando ao diretor Frank Tashlin em uma série de comédias de sucesso, como Bancando a Ama-Seca (1958). O ator também escreveu, dirigiu e estrelou filmes icônicos, como O Professor Aloprado (1963), que ganhou nova versão estrelada por Eddie Murphy em 1996.

Nos anos 1980, Lewis atuou em O Rei da Comédia (1982), de Martin Scorsese, ao lado de Robert De Niro. Nos anos recentes, Lewis continuou como uma figura importante da cultura mundial graças à apresentação anual do The Jerry Lewis MDA Labor Day Telethon, que beneficia a Associação de Distrofia Muscular dos Estados Unidos.