Chad Smith se revolta ao saber que músicas do Red Hot Chili Peppers eram usadas para realização de torturas

“Nossa música é positiva, é para fazer as pessoas se sentirem bem!”, disse o baterista ao TMZ

Redação Publicado em 15/04/2014, às 16h25 - Atualizado às 19h53

Chad Smith
Frank Micelotta/AP

Chad Smith, baterista do Red Hot Chili Peppers, mostrou repulsa ao saber da notícia de que as músicas da sua banda eram usadas para torturar presos durante o governo de George W. Bush. Em entrevista ao site do TMZ, ele disse: “Nossa música é positiva, é para fazer as pessoas se sentirem bem!”.

Baixista do Red Hot Chilli Peppers se junta a ex-integrantes do At The Drive-In e The Mars Volta; conheça a banda Antemasque.

Segundo o site da emissora de TV árabe Al Jazeera, a CIA tinha como método de tortura amarrar o preso algemado ao teto, com a música tocando em volume extremamente alto e repetidas vezes. “Talvez algumas pessoas achem que nossas músicas são irritantes, eu não me importo”, disse Chad à reportagem, em um estacionamento. “Mas eles não deveriam fazer isso. Não deveriam fazer nada dessa merda”. Assista abaixo ao vídeo:

No Twitter, o baixista da banda, Flea - que recentemente se juntou aos ex-integrantes do The Mars Volta na banda Antemasque - também comentou o fato: “É muito triste saber que músicas do Red Hot Chili Peppers foram usadas pela CIA para torturar seres humanos. Qualquer coisa que pudermos fazer para impedir isso, nós faremos”.