Charisma Carpenter, atriz de Buffy the Vampire Slayer, acusa Joss Whedon de comportamento abusivo e declara apoio a Ray Fisher

A atriz trabalhou com o diretor no set de Buffy the Vampire Slayer e de Angel

Redação Publicado em 10/02/2021, às 16h07

None
Charisma Carpenter e Joss Whedon (Foto 1: Reprodução | Foto 2: Michael Tullberg/Getty Images)

Charisma Carpenter, atriz que interpretou Cordelia Chase em Buffy the Vampire Slayer e Angel, usou o Twitter nesta quarta, 10, para falar sobre o comportamento abusivo de Joss Whedon no set de filmagens e afirmar que apoia Ray Fisher, que acusou o diretor pelo mesmo motivo. 

+++LEIA MAIS: Liga da Justiça: ator acusa Joss Whedon de agir de maneira 'nojenta e abusiva' no set

Na legenda do tuíte, escreveu: "Minha verdade. Estou com Ray Fisher". Em duas páginas, Carpenter contou a história dos abusos psicológicos que sofreu ao trabalhar com Joss Whedon no set de Buffy the Vampire Slayer e de Angel.

No texto, Capenter disse: "Por quase duas décadas, segurei minha língua e até mesmo dei desculpas para certos eventos que me traumatizam até hoje. Joss Whedon abusou de seu poder em várias ocasiões enquanto trabalhava nos sets de Buffy the Vampire Slayer e Angel. Embora ele achasse sua conduta inadequada divertida, só serviu para intensificar minha ansiedade, enfraquecer-me e afastar-me de meus colegas."

+++LEIA MAIS: Terror em Liga da Justiça - Warner inicia investigação sobre ambiente tóxico do filme e Ciborgue comemora: 'Abusaram do poder'

Ela continuou: "Os incidentes perturbadores desencadearam uma condição física crônica da qual ainda sofro. É com o coração batendo pesado que digo que enfrentei isso isoladamente e, às vezes, destrutivamente."


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


"No verão passado, quando Ray Fisher acusou publicamente Joss Whedon de abuso e comportamento não profissional em relação ao elenco e à equipe durante as refilmagens em Liga da Justiça em 2017, fiquei arrasada. Joss tem uma história de ser casualmente cruel. Ele criou ambientes de trabalho hostis e tóxicos desde o início de sua carreira. Eu sei porque experimentei em primeira mão. Repetidamente", disse. 

+++LEIA MAIS: Ray Fisher reforça críticas a Warner Bros. sobre Liga da Justiça - desta vez, em vídeo

Especificamente sobre a própria experiência, contou: "[Fazia] Contínuas ameaças de me despedir, o que destrói a auto-estima de um jovem ator. E insensivelmente me chamando de “gorda” para os colegas quando eu estava grávida de 4 meses. Ele era mau e mordaz, depreciativo sobre os outros abertamente e muitas vezes tinha favoritos, colocando as pessoas umas contra as outras para competir e vencer por sua atenção e aprovação."

Veja o tuíte:

Em julho de 2020, Ray Fisher usou o Twitter para acusar o diretor Joss Whedon de tratar os atores e integrantes do elenco de produção de Liga da Justiça de maneira "nojenta, abusiva, não profissional e inaceitável" no set.

+++ LEIA MAIS: Jason Momoa detona Warner por Liga da Justiça e comportamento abusivo no set de filmagem: ‘Essa m***a tem que parar’


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL