Charlie Watts não gostou de flashbacks em Shine a Light

Baterista dos Rolling Stones disse que queria sair da sala antes do filme acabar

Da redação Publicado em 27/03/2008, às 11h49 - Atualizado às 12h23

Stones com Scoresese, no meio; Watts (primeiro, à esquerda) não gostou de ver imagens antigas no documentário

Ver Galeria
(7 imagens)

Os momentos em que Shine a Light, documentário do diretor Martin Scorsese sobre os Rolling Stones, mostram imagens antigas da banda não agradaram o baterista Charlie Watts.

O músico afirmou em entrevista concedida à rádio BBC 6Music que não gostou de assistir aos flashbacks do filme. "Ele [Scorsese] usa um pouco de flashback, o que eu não gosto muito, porque não gosto de me ver 40 anos atrás dizendo coisas idiotas! O quanto é bom [o filme], eu não sei. É ótimo de se olhar. Mick está fantástico e o teatro era ótimo". Shine a Light usa imagens de dois shows gravados no final de 2006 no Beacon Theatre, em Nova York.

Mesmo tendo gostado do filme em geral, Watts disse que queria ter saído antes da sala, quando o documentário foi exibido especialmente na abertura do Festival de Berlim. "Estávamos sentados na frente, então não dava para levantar e sair mais cedo porque todo mundo estava olhando. Tivemos que ficar, mas cerca de cinco minutos antes do final eu pensei 'ok, já deu'".

Shine a Light chega aos cinemas brasileiros no dia 4 de abril. Confira, logo abaixo, as fotos da pré-estréia do filme em São Paulo.