Charlize Theron revela que sofreu assédio sexual por "diretor famoso"

A atriz tentou enfrentá-lo mais tarde, mas não foi como esperava: "Ele simplesmente não quis falar sobre o assunto"

Redação Publicado em 17/12/2019, às 15h11

None
Charlize Theron em The Orville (Foto: Reprodução)

Charlize Theron disse, em uma nova entrevista à NPR e publicada nesta terça, 17, que sofreu assédio sexual por um "diretor famoso" no início da carreira.

A atriz estrela o novo drama O Escândalo como a âncora da Fox News, Megyn Kelly. O filme narra a demissão do chefe da emissora, Roger Ailes, por acusações de assédio sexual.

+++LEIA MAIS: O Escândalo: Margot Robbie, Nicole Kidman e Charlize Theron causam tensão em primeiro teaser do filme

Durante a entrevista para divulgar o filme, Charlize detalhou o próprio relato de assédio, que aconteceu em 1994 e envolveu um "diretor muito famoso".

A artista contou que visitou a casa do diretor em uma noite de sábado para uma audição: "Ele usava pijama de seda, me ofereceu uma bebida e se esfregou em meu joelho. Eu estava apenas começando; Eu não conhecia como funcionava e me questionei enquanto dirigia para lá: 'Talvez seja assim que eles fazem na indústria cinematográfica?'”

+++ LEIA MAIS: Halsey quer ser conhecida como 'ganhadora do Grammy' e não como 'vítima de estupro' 

Ela continuou: "Você [não sabe o que fazer]... Se você ainda não experimentou, é uma coisa muito difícil de entender. Eu nem estava totalmente convencida de que era assédio sexual.”

"Eu me culpei muito... por não ter dito todas as coisas certas e por não ter feito todas as coisas que tanto acredito que faremos e precisamos fazer nessas situações", explicou.

+++LEIA MAIS: Ryan Adams rompe silêncio após ser acusado de assédio sexual

Ainda, Charlize comentou que acabou se desculpando com o diretor: "Lembro-me de dizer 'lamento ter que sair', porque estava tentando me retirar da sala."

Oito anos após o ocorrido, o mesmo diretor lhe ofereceu outro emprego, que ela planejava recusar, mas queria encontrá-lo para enfrentá-lo: "Pensei que teria a oportunidade [de enfrentá-lo], teria o momento que não tive com ele."

+++LEIA MAIS: Disney exclui cena de Toy Story 2 que fazia piada com assédio sexual

"Ele simplesmente não quis falar sobre o assunto. Naquele momento, ficou claro para mim que não era a primeira vez dele [falando sobre assédio sexual com mulheres que ele assediou] e que ele já fazia isso antes com outras mulheres. A maneira dele de lidar com isso era apenas falar sobre o projeto e ignorar", contou sobre a tentativa de enfrentá-lo. 

Charlize Theron acrescentou: "Infelizmente, não foi o momento que eu tanto desejava. Não havia recompensa... Ouvi isso repetidamente ao ouvir as histórias de outras mulheres, e essa é a coisa lamentável sobre o assédio sexual. Você nunca chega ao momento em que sente que as mesas estão invertidas."

O Escandâlo estreia nos cinemas dia 30 de janeiro de 2020.


+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM DISCO INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'