Chefe da WarnerMedia quer expandir universo de Harry Potter no HBO Max

Jason Kilar falou sobre o potencial da franquia em ganhar spin-offs e sequências

Redação Publicado em 05/03/2021, às 15h39

None
Harry Potter e as Relíquias da Morte (Foto: Divulgação / Warner)

Jason Kilar, chefe da WarnerMedia, revelou que gostaria de expandir o universo da franquia de Harry Potter no HBO Max, que chega ao Brasil em junho de 2021, porque acredita que a saga tem potencial para crescer mais.

Segundo informações do The Hollywood Reporter, Kilar participou de uma conferência com investidores nesta quinta, 4. Nela, o chefe da WarnerMedia falou sobre projetos de Harry Potterpara o HBO Max, como sequências e spin-offs, mas não revelou planos em desenvolvimento, apenas comentou sobre o "potencial" deste universo. 

+++LEIA MAIS: Harry Potter: 3 coisas sobre o final da saga que não fazem sentido [LISTA]


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


"Há Harry Potter, que é uma das franquias mais amadas. E somos gratos por sermos parceiros de J.K. Rowling e eu diria que há muita diversão e potencial também", disse à Morgan Stanley Technology, Media and Telecommunications Conference.

De acordo com o The Hollywood Reporter, "discussões sobre as possíveis sequências de Harry Potter" foram pauta quando Kilar citou "as fortunas criativas que estão acontecendo na Warner Bros.". 

+++LEIA MAIS: Harry Potter ganhará série live-action no HBO Max, diz site

Anteriormente, o próprio The Hollywood Reporter noticiou que Harry Potter ganharia uma série live-action no HBO Max. De acordo com o site, o novo projeto da franquia estaria nos estágios iniciais de produção. 

Fontes confirmaram que os executivos da Warner Bros. conversaram com diversos escritores para desenvolver narrativas no universo do menino bruxo. Contudo, nenhum nome foi escolhido e nada foi confirmado até agora.

+++LEIA MAIS: J. K. Rowling nega rumores sobre série de Harry Potter no HBO Max


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL