Chester Bennington deixa o grupo Stone Temple Pilots para se dedicar ao Linkin Park

“Era evidente que o calendário e o tempo estavam nos atrapalhando”, escreveram os integrantes remanescentes da banda em comunicado

Rolling Stone EUA Publicado em 09/11/2015, às 16h06 - Atualizado às 16h37

Stone Temple Pilots e Chester Bennington

Ver Galeria
(3 imagens)

Dois anos e meio depois de assumir o posto de Scott Weiland como vocalista do Stone Temple Pilots, Chester Bennington anunciou nesta segunda, 9, que está deixando a banda para focar no outro projeto dele, o Linkin Park. Bennington e os integrantes do STP – Robert DeLeo, Dean DeLeo e Eric Kretz – divulgaram comunicados simultâneos dizendo que a separação foi amigável.

Ouça o mais recente single solo de Scott Weiland.

“Os últimos anos foram uma experiência incrível”, escreveu Bennington. “Criei e toquei com uma das maiores bandas de rock da nossa geração, que teve tanta influência no meu crescimento. Por cota de quantidade de tempo que o STP demanda, e estando no Linkin Park, além das necessidades da minha família, alguma dessas instâncias sempre parecem estar insuficientes.”

“Ao entrar nisso, nós quatro... Robert, Eric, Dean e eu sabíamos o que estávamos fazendo”, acrescentou o cantor. “Decidimos devido à sinceridade aos amigos, fãs e ao legado do STP que isso precisaria de mais tempo do que eu estava tendo. E, sendo justo com meus amigos do Linkin Park, bem como a mim mesmo e à minha família, focarei unicamente no Linkin Park, para poder contribuir 100%.”

Veja uma lista de 20 faixas que, assim como “Plush”, completaram duas décadas de existência em 2013.

Em outro comunicado, os três membros remanescentes do Stone Temple Pilots acrescentaram que “o calendário e o tempo estavam nos atrapalhando”, mas permaneceram otimistas em relação à sequência do Stone Temple Pilots, que continuará a fazer música de alguma forma.

“Que anos maravilhosos e bonitos nós passamos juntos”, escreveu a banda. “Foi uma honra tocar e ver todos vocês na nossa recente turnê. Gostamos completamente do nosso tempo com Chester não apenas profissionalmente, mas até mais ainda em um nível pessoal. Infelizmente, era evidente que o calendário e o tempo estavam nos atrapalhando.”

“Sendo assim, há um novo começo”, acrescentaram. “Há uma abundância de novas músicas compostas, algumas das quais já estão gravadas. Temos tido a sorte de tocar com alguns dos mais talentosos cantores ao longo dos últimos meses e continuaremos fazendo isso até que cada um dos nós sinta e saiba quando a pessoa certa chegar.”