"Chico Anysio vai ser eterno para todo mundo que gosta de alegria", diz Sergio Mallandro

Comediante relembrou que o personagem Coalhada foi o motivo dele ter se tornado artista de televisão

Bruno Raphael Publicado em 23/03/2012, às 17h46 - Atualizado às 19h59

Chico Anysio como o jogador de futebol Coalhada
Globo Teatro/Reprodução

O comediante Sergio Mallandro comentou o período em que trabalhou ao lado de Chico Anysio, morto nesta sexta, 23. "Tive o prazer de trabalhar com ele na Escolinha [do professor Raimundo] e aprendi muito com ele", disse Mallandro, em entrevista à Rolling Stone Brasil. "Lembro que uma vez ele me disse: 'Serginho, fique na Escola pelo jeito que você é'. Tenho muito orgulho de ter participado disso e ter conhecido ele."

A carreira de Mallandro, inclusive, começou por causa de Chico, que o incentivou desde que o conheceu. "Eu tenho uma história de quando eu trabalhava na Rio Gráfica Editora e fui fazer um comercial com o Chico, que era o Coalhada [personagem jogador de futebol], e vendi o comercial para botar na revista", conta. "Na hora [de gravar], ele me chamou e eu fui participar: [imitando Chico] ‘Entra aqui no esquema do vestuário’ [risos]."

"Eu não era artista, nem nada!", diz Mallandro. "Aí que eu me empolguei para trabalhar na televisão. Ele disse que eu tinha uma imagem boa e era falante. E aí fui lá [imita Chico novamente]: 'Ô garotão, entra você aqui’, e aí eu entrei, rará! Fiquei amarradão e virei artista."

Mallandro destacou o carinho que sempre teve pelo humorista, sempre muito querido por todos. "Chico é uma referência para todos os humoristas", afirma. "Quem nunca se identificou com os tipos que ele fazia, como o Bozó ou o Coalhada? O Chico vai ser eterno para todo mundo que gosta de alegria. Chico é o cara!"

Após uma luta de mais de um ano contra seus problemas de saúde, Chico Anysio morreu nesta sexta, 23, às 14h52, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, após choque séptico causado por infecção pulmonar. O humorista sofreu duas paradas cardiorrespiratórias, e chegou a ser reanimado, mas não resistiu. Saiba mais.

Gênio indomável: em 2008, Chico Anysio falou à Rolling Stone sobre sua paixão pelo futebol e, claro, sobre o humor no Brasil.

Relembre personagens marcantes de Chico Anysio..