China suspende lançamento de Era uma Vez em... Hollywood, de Quentin Tarantino, no país

Segundo o The Hollywood Reporter, o longa estrelado por Brad Pitt e Leonardo DiCaprio desagradou a indústria cinematográfica chinesa

Redação Publicado em 18/10/2019, às 09h32

None
Leonardo DiCaprio e Brad Pitt em Era Uma Vez Em... Hollywood (Foto: Reprodução)

De acordo com o The Hollywood Reporter, as autoridades chinesas suspenderam, indefinidamente, a estreia oficial de Era uma Vez em... Hollywood, de Quentin Tarantino, nas dependências do país.

O longa estrelado por Brad Pitt e Leonardo DiCaprio tinha previsão de lançamento na China para o dia 25 de outubro, e teria elevado o nível de bilheteria mundial do filme em mais de US$ 400 milhões.

No entanto, os reguladores de Pequim mudaram de ideia e o censuraram, como já havia acontecido com outras produções de Tarantino, a exemplo de Django Livre (2012).

+++ Leia mais: Brad Pitt sabe a resposta da grande questão de Era Uma Vez em Hollywood

A mudança abrupta pode prejudicar a Sony Pictures e os financiadores chineses, a Bona Film Group, que assumiu uma participação considerável em Era uma Vez em... Hollywood.

O diretor-executivo e o diretor de operações da empresa, Yu Dong and Jeffrey Chan, chegaram a ser creditados como produtores executivos do filme.

Nenhuma declaração oficial foi feita, mas, ainda segundo o THR, a indústria cinematográfica chinesa desaprovou a maneira como o falecido Bruce Lee, de ascendência chinesa, é retratado na obra de Tarantino.

Fontes próximas à Bona e ao Film Bureau disseram que a filha de Lee, Shannon, fez um apelo direto à Administração Nacional de Cinema Chinesa, insistindo mudanças na representação do pai, que jamais teria perdido uma briga para Brad Pitt

+++ Leia mais: Quentin Tarantino enfim responde sobre polêmica com Bruce Lee em Era uma Vez Em... Hollywood