Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., é encontrado morto em São Paulo

Corpo foi achado no apartamento do músico na madrugada desta quarta, 6, por um motorista da banda

Redação Publicado em 06/03/2013, às 08h15 - Atualizado às 14h48

Chorão
Divulgação

O vocalista do Charlie Brown Jr. Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto na madrugada desta quarta, 6, no apartamento onde morava, no oitavo andar de um prédio localizado em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Ele tinha 42 anos.

De acordo com o que foi divulgado pela assessoria de imprensa da banda, foi um motorista do grupo que encontrou o corpo do músico já sem vida. A polícia ainda faz a perícia e a causa da morte não foi revelada.

A morte será investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O Serviço de Atendimento Móvel de Emergência, o Samu, foi chamado às 5h18, para verificar uma “morte natural em um apartamento”.

Chorão, que completaria 43 anos no dia 8 de abril, nasceu em São Paulo, mas mudou-se para Santos aos 17 anos. Foi na cidade litorânea que ele, junto de Renato Pelado, Champignon e Thiago Castanho, fundou o Charlie Brown Jr., em 1992.

A banda, que durante a carreira vendeu mais de 5 milhões de discos, passou por diversas formações, mas Chorão se manteve sempre no posto de vocalista e principal letrista do grupo.

Ao longo da carreira, o vocalista se envolveu em diversas confusões com outros artistas. Em uma delas, em 2004, ele discutiu e brigou com Marcelo Camelo na sala de embarque do aeroporto de Fortaleza. Na ocasião, o então vocalista do Los Hermanos levou a pior e teve seu nariz quebrado.

Foram, ao todo, nove discos de estúdio, desde Transpiração Contínua Prolongada, de 1997, a Camisa 10 (Joga Bola Até na Chuva), de 2009 e que deu à banda o segundo Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock Brasileiro – o primeiro foi conquistado com Tâmo Aí na Atividade, de 2004.

No VMB, da MTV, o grupo foi premiado em cinco ocasiões. Eles também gravaram um Acústico MTV, que vendeu 2 milhões de cópias.

De versos rápidos, muitas vezes mais falando do que cantando, Chorão e banda inauguraram o skate rock nacional nas rádios do país. Entre seus sucessos estão “Proibida Pra Mim (Grazon)”, “Tudo o que Ela Gosta de Escutar”, “Zóio de Lula”, “Te Levar”, “Hoje Eu Acordei Feliz” e “Papo Reto (Prazer é Sexo, o Resto é Negócio)”.