Pulse

Chris Brown é criticado por grupo de defesa dos animais após usar casaco de pele

"A vestimenta de Chris Brown é apenas mais do mesmo da parte dele: violência bruta”, disse o PETA em comunicado

Redação Publicado em 19/02/2015, às 09h11

Rapper durante o Grammy Awards de 2015
Jordan Strauss/AP

Um casaco de pele se tornou o motivo da mais nova polêmica envolvendo o rapper Chris Brown. O PETA (People for the Ethical Treatment of Animals - Em português, pessoas pelo tratamento ético dos animais) divulgou uma nota atacando o artista. Brown foi visto usando a questionável blusa durante desfile da semana de moda de Nova York.

Após tiroteio em show, Chris Brown tem liberdade condicional revogada.

Em resposta, o PETA lançou um comunicado citando de forma implícita os episódios de violência envolvendo o cantor. Entre eles está o caso de agressão da então namorada dele, Rihanna, em 2009. “Há poucas coisas mais fora de moda do que se vestir com pele de animais que foram abatidos, eletrocutados e até mesmo tiveram suas peles arrancadas enquanto eles estavam vivos. O casaco de pele de Chris Brown é apenas mais do mesmo da parte dele: violência bruta”, diz a nota da entidade.

Em janeiro, o rapper teve a liberdade condicional revogada depois de cinco pessoas terem se ferido graças a um tiroteio em um show dele, em San Jose, na Califórnia. Apesar de o músico não ter nenhuma relação com o incidente, Brown não estava autorizado a deixar o município de Los Angeles.

Chris Brown se declara culpado por agressão e aceita acordo com a justiça.

A liberdade condicional é reflexo da pena por ele ter agredido Rihanna. Brown já esteve preso por diversos motivos: em 2013, por quebra da condicional, quando saiu sem autorização da clínica de reabilitação onde estava internado e por entrar em uma discussão com um cliente do hotel em que estava hospedado em Washington.

No caso mais recente, cumpriu apenas três semanas de uma pena de 131 dias e foi solto em junho de 2014. Dois meses antes, Suge Knight, um dos magnatas do hip-hop norte-americano, havia sido baleado em uma festa organizada pelo cantor. Além disso, o músico foi alvo de investigação por conta de uma suposta briga com o cantor Frank Ocean no estacionamento de um estúdio de gravação. Ocean alega ter sido agredido por Brown e por dois outros homens.