Chris Brown tem revisão de pena negada

Rapper, acusado de agredir a cantora Rihanna, não teve o fim da condicional aprovado

Redação Publicado em 10/02/2012, às 13h28 - Atualizado às 15h23

Chris Brown será estrela de comédia romântica
AP

Após se declarar culpado por agressão a sua então namorada Rihanna, na véspera do Grammy de 2009, o cantor Chris Brown foi condenado a cinco anos de liberdade condicional e seis meses de trabalho comunitário. Os advogados do cantor pediram a revisão da pena, que foi negada nesta semana pelos juízes.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

De acordo com o site da edição norte-americana da revista Billboard, o procurador do caso emitiu um comunicado relatando que o músico tem sido honesto com os oficiais e realizou grandes progressos; recentemente, Brown concluiu o programa de controle da raiva, parte de seu processo de reabilitação. No entanto, apesar de ter sua conduta elogiada por diversos juízes ao longo de sua liberdade condicional, por determinação da justiça, o rapper precisa continuar informando regularmente suas ações a um oficial de justiça de seu estado natal pelos próximos dois anos.

Brown terá outra audiência referente ao caso no dia 10 de julho. O cantor se apresenta na cerimônia de entrega do Grammy neste domingo, 12.