As cidades do Brasil que elegeram candidatos mortos como prefeito

O site do Tribunal Superior Eleitoral mostrou como o nome dos candidatos ainda apareciam nas urnas

Redação Publicado em 16/11/2020, às 15h49

None
Eleições municipais no Brasil (Foto: AP Photo/Silvia Izquierdo)

Algumas cidades do Centro-Oeste e do Sudeste elegeram candidatos mortos como prefeitos, como aponta o site UOL.

Eleitores de Bom Jesus do Itabapoana, no Rio de Janeiro, e Passa Quatro, em Minas Gerais, escolheram para representantes candidatos que morreram pouco tempo antes das eleições.  Paulo Sérgio Cyrillo (Republicanos), da cidade carioca, morreu na quarta, 11, enquanto Antônio Claret (PV), morreu no sábado, 14, vítima de complicações de um infarto.

+++ LEIA MAIS: Depois de carnaval adiado em SP; réveillon no RJ sofre alterações

Cyrillo venceu com 32,98%, o que representou 7.391 votos. E, Claret venceu com 60,80% dos votos válidos, representando 5.638 eleitores do município.

Claret já era o atual prefeito de Passa Quatro. Depois da morte do candidato, Henrique Nogueira Gonçalves, assumiu a chapa, e Marco Torres se manteve como vice. 

+++ LEIA MAIS: Silêncio de Bolsonaro em eleição de Biden chama atenção da imprensa internacional

Em entrevista ao UOL, Gonçalves compartilhou: "Foi muito difícil porque éramos amigos e fui vice dele por quatro. Foi uma situação muito inusitada. Aconteceu uma fatalidade que tirou dele um mandato. Pelas circunstâncias, foi um negócio muito complicado a apenas 13 horas antes de começar a votação". 

O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), como revela o UOL, mostrou como o nome dos candidatos ainda apareciam nas urnas. Isso porque, apesar dos candidatos falecidos terem sido substituídos nas respectivas chapas, o lacre das urnas não permitiu a inclusão de novos nomes.

+++ LEIA MAIS: Com vitória de Biden, Kamala Harris se torna 1ª mulher negra a ser vice-presidente dos EUA

Em Naviraí, no estado do Mato Grosso do Sul, a situação foi parecida. Onevan de Matos (PSDB) morreu na sexta, 13, aos 72 anos, devido à Covid-19. Rhaiza Matos, a filha de Onevan, assumiu a candidatura com Márcio Araguaia (PTB) como vice.

Eles venceram a eleição com 36,49% dos votos válidos, o que representa um total de 8.873 eleitores. Vale lembrar como a candidatura está pendente de julgamento.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes 

+++ TOQUINHO: 'CADA COMPOSITOR TEM QUE BUSCAR A SUA VERDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL