Cinema dos EUA é o que mais arrecada

Hegemônico na produção cinematográfica do globo, cinema norte-americano gerou ganhos de cerca de R$ 44 bilhões em 2007

Da redação Publicado em 09/03/2008, às 11h53 - Atualizado às 23h18

A 3ª aventura do herói aracnídio dos quadrinhos nas telonas rendeu, só nos EUA, cerca de R$501 milhões
Divulgação

A produção cinematográfica dos EUA continua imbatível - pelo menos em números. Em 2007, o volume de dinheiro recebido com a venda de ingressos para exibições de produções do país bateu recorde - foram mais de R$ 44,6 bilhões arrecadados em todo o mundo.

Os dados mostram que os produtos da indústria de cinema norte-americana ainda são maioria nas salas de projeção ao redor do planeta. Os valores demonstrados pela Associação de Filmes da América (The Motion Picture Association of America) foram contabilizados globalmente, e, segundo a organização, nenhum outro núcleo de produção de filmes chega perto desta cifra.

Nos EUA e Canadá, o número de pessoas que foi aos cinemas não aumentou em relação a 2006 - 1,4 bilhão de espectadores. O que fez a quantia de dinheiro recebido subir foi o aumento do valor dos ingressos, que nesses países custam em média R$ 11,50 (em São Paulo, preços vão de R$ 12 a R$ 21).

Homem-Aranha 3, Shrek terceiro, Transformers e Piratas do Caribe - No Fim do Mundo foram os mais vistos pelo público dos EUA. Cada um desses filmes arrecadou, só em sua terra de origem, cerca de R$ 501 milhões.

O número de pessoas em outros países que procurou os cinemas para assistir a produções estadunidenses cresceu 4,9%, o que gerou um total de R$ 28,6 bilhões em arrecadação.