Cirrose hepática causada por abuso de álcool levou o guitarrista do Slayer à morte

Banda afirmou que Jeff Hanneman “parecia melhorar” e que ele “estava animado em gravar um novo disco”

Redação Publicado em 10/05/2013, às 10h27 - Atualizado às 13h44

Jeff Hanneman, guitarrista do Slayer
AP

A banda Slayler anunciou que a morte do guitarrista Jeff Hanneman se deu por cirrose hepática causada pelo abuso de bebidas alcoólicas.

Em texto publicado no site oficial, o grupo informou que ele, familiares e amigos não tinham consciência do estado do fígado de Hanneman nos seus últimos dias de vida. “Ao contrário do que muitos reportaram, Jeff não estava na lista de transplante quando morreu”, diz o texto.

Jeff Hanneman ainda era integrante da banda, mas estava afastado dos palcos desde janeiro de 2011, quando ele contraiu fasciite necrosante ao ser picado por uma aranha. A doença, uma rara infecção subcutânea, quase o levou a morte. Desde então, sua participação no Slayer foi mínima, para que ele pudesse se recuperar, tendo tocado apenas uma fez com o grupo, ainda em 2011. “Essa infecção devastou o bem-estar dele”, escreveu o Slayer.

O guitarrista, segundo informou a banda, estava apresentando uma melhora da infecção e estava animado para voltar a gravar com o grupo. “Ele estava ansioso para trabalhar em um novo disco.”

Jeff tinha 49 anos e morreu na manhã do dia 2 de maio, por volta das 11h, próximo da sua casa, no sul da Califórnia. Ele estava no hospital quando sofreu de insuficiência hepática e morreu.

O Slayer está confirmado no Rock in Rio 2013, na noite de 22 de setembro, última do festival, no Palco Mundo. Estão previstos para este palco shows da banda brasileira Kiara Rocks, além de Avenged Sevenfold e Iron Maiden. Todos os ingressos já estão esgotados.