Com cover de Michael Jackson e hits próprios, Beck conquista o Planeta Terra

O músico não vinha para o Brasil há mais de uma década

Stella Rodrigues Publicado em 09/11/2013, às 22h39 - Atualizado em 10/11/2013, às 03h25

Beck
T4F/Divulgação

Talvez a maior conquista do músico Beck seja, até hoje, ter sido um perdedor no início da década de 90. O hit dele “Loser” continua sendo um hino, por mais que a complexa letra enrole a língua dos fãs, que só conseguem se desenrolar na hora do refrão. Mas o show dele no Planeta Terra 2013 foi muito além da música citada – que, aliás, entrou em um lugar apagado do setlist, sem o destaque esperado.

Entrevista: Beck, atração do Planeta Terra, relembra passagem pelo Brasil em 2001, quando foi confundido com Axl Rose.

Com seu indefectível chapéu e passos de dança rebolantes, Beck foi sedutor, tanto na atitude quanto na escolha de repertório, que contou com uma cover (parcial) de “Tainted Love”, do Soft Cell, e de “Billie Jean”, do Michael Jackson – este introduzido com alguns acordes e uma brincadeira: “Não... tem músicas que são boas demais, não podemos tocar. Podemos?!”. Claro que a reação e a resposta foram positivas e esse foi um dos melhores momentos do show.

Planeta Terra 2013: veja um resumo do festival.

De material próprio, não ficou faltando nenhuma canção – e nenhum dos gêneros pelos quais ele se aventura: que traz blues, hip-hop, eletrônico, funk e rock alternativo. Sem vir ao Brasil há mais de 10 anos, ele relembrou muitas das músicas que lançou e que os fãs passaram a amar nesse meio tempo, como "Modern Guilt”, “Lost Cause” e “Girl”. Abriu com “Devil’s Haircut” e não poderia deixar de tocar “Tropicalia” (ainda que em uma versão resumida), inspirada pelo movimento cultural brasileiro. Fã da nossa música há muito tempo, Beck aproveitou para citar os nomes de alguns músicos daqui que admira, como Gilberto Gil e Caetano Veloso. Ainda fizeram parte do setlist "Black Tamborine", "Novacane", "Gamma Ray" e "Where it's at".

Leia abaixo nossa cobertura completa do Planeta Terra 2013.