Pulse

Com drogas e rock and roll, gravadora do Oasis vai ser tema do novo filme de criadores de Trainspotting

O diretor Danny Boyle foi escalado para participar da cinebiografia musical baseada na história da gravadora Creation Records

Redação Publicado em 19/04/2019, às 15h00

None
Ewen Bremner (em ação no filme 'Trainspotting'), será o criador da gravadora que lançou o Oasis (Foto: Reprodução)

Danny Boyle, diretor de Trainspotting, está escalado para mergulhar no universo bastante particular da gravadora Creation Records, responsável por lançar bandas como Oasis, Primal Scream e The Libertines.

O filme se chamará Creation Stories e será baseado na autobiografia de Alan McGee, o gênio criador da gravadora, chamada The Creation Records Story: Riots, Raves and Running a Label.

O clássico Trainspotting dialoga com esse momento do surgimento da Creation Records, de uma juventude perdida filhos da classe trabalhadora e conservadora do final dos anos 1980 e início dos anos 1990.

A Creation Records estava no epicentro de toda a revolução musical que sacudiu o Reino Unido na mesma época, com o surgimento de bandas como a guitarreira The Jesus & Mary Chain, o Primal Scream e sua fusão de psicodelia, shoegaze e música eletrônica e, principalmente, o Oasis, responsável por encabeçar o britpop ao lado do Blur.

Depoimentos de músicos que viveram intensamente aqueles anos com a Creation Records dizem que nunca viram um lugar como aquele, com festas e drogas espalhadas por cada cômodo da sede. 

Irvine Welsh, autor do livro Trainspotting, posteriormente adaptado por Boyle para o cinema, será o roteirista de Creation Stories. Ewen Bremner, que vivia o Spud, de Trainspotting, será o responsável por dar vida a Alan McGee.

McGee era uma figura carismática e festeira bastante particular daquele final dos anos 1980 na Inglaterra. Sua atitude de viver os dias de ouro do punk o colocava como uma espécie de Malcolm McLaren, responsável pelo surgimento do Sex Pistols.

"É a história de ambição sem limites, tormentos psicológicos, drogas, falência, políticos e como um sujeito saído de Glasgow (na Escócia) mudou o rosto da cultura britânica", explica o anúncio do filme.

As filmagens terão início no fim de maio, em Londres. Ainda não há previsão de estreia.