Com Liniker, Rodrigo Alarcon sangra seus amores noite após noite em novo clipe; assista Amor Acidente

Música integra o EP Parte, disponível a partir de sexta-feira, 8, com show em São Paulo, neste sábado, 9

Pedro Antunes Publicado em 07/02/2019, às 11h16

None
Rodrigo Alarcon e Liniker (Foto: Patricia Soransso)

Há, diante do palco, quem chore junto. Quem ria também, vai saber. São testemunhas de uma morte, de uma despedida, de uma partida, de um adeus.

A reflexão levou Rodrigo Alarcon a "Amor Acidente", canção criada a partir do testemunho de um atropelamento, pelas ruas de São Paulo.

"O que mais me chamou a atenção não foi o atropelamento em si, que não é uma cena agradável ao olhar, mas a reação das pessoas com o ocorrido”, explica Alarcon.

"A massa se acumulava ao redor para presenciar aquela cena e tinham as mais diferentes reações. Isso me fez relacionar o ocorrido ao que eu sou no palco, um acidente de todos os meus amores sangrando enquanto as pessoas se acumulam pra ver com as mais diferentes reações, do riso ao choro”, ele conta.

Com Liniker, gravou a canção, a ser lançada no EP de estreia dele, chamado Parte, disponível nas plataformas digitais a partir desta sexta-feira, 8.

Também ao lado da vocalista da banda Caramelows, gravou o videoclipe de "Amor Acidente", com estreia na véspera da chegada do EP, nesta quinta, 7, adiantado em primeira mão pela Rolling Stone Brasil. O vídeo tem direção, roteiro, montagem e cor assinados por Margherito. 

"Jogados aqui /
Dois corpos abraçados /
Deitados machucados /
Um amor-acidente /
Todos param pra ver”, canta Liniker, na primeira estrofe.

A canção tem pompa, trombone e arranjos de cordas, entrelaçados com as vozes em dueto de Liniker e Alarcon, como se tivesse sido resgatada do cancioneiro popular dos anos 1950 - são as harmonias vocais que trazem a canção para o tempo presente.

Alarcon conheceu Liniker quando moravam no mesmo bairro, na Santa Cecília, em São Paulo. Mostrou a ela, certa vez, “Amor Acidente”, “super nervoso”, como ele recorda. “E a reação dela me deixou muito feliz. Assim que terminei, ela pediu para tocar de novo e, dessa vez, improvisou alguns vocais. Quando decidimos que a faixa faria parte do EP, fiz o convite.”
Assim, no ontem e no hoje, Alarcon revive, nos palcos, noite após noite, esse amor atropelado, findado.

“É uma curta exposição do amor do artista que sangra para o público”, ele explica, e cita sua própria letra: “Um amor acidente, todos param pra ver”.

O EP Parte, lançado pelo selo Taquetá, terá sete canções, seis delas já lançadas nos serviços de streaming: "Amor Acidente", "Sinusite", "Corte de Papel", "Dama da Noite", "O Lado Vazio do Sofá", "Capricórnio" e "Onde Mora Deus" (a inédita).

Para celebrar a chegada do trabalho, Alarcon fará um show especial em São Paulo, no Z - Largo da Batata, localizado em Pinheiros, neste sábado, 9, com participações de Liniker, Renata Éssis (de Liniker e os Caramelows), banda Abacaxepa e abertura da cantora Niela. A casa abre às 21h e os ingressos custam de R$ 20 a R$ 40. Mais informações, no evento do Facebook.

Assista ao clipe de “Amor Acidente”, de Rodrigo Alarcon, com participação da Liniker: