Com muitos hits, Katy Perry levanta público do Rock in Rio

Show teve direito à chuva de espuma e de papel picado, beijos em fã da plateia e muito açúcar

Stella Rodrigues, do Rio de Janeiro Publicado em 23/09/2011, às 23h57 - Atualizado em 24/09/2011, às 01h12

Katy Perry foi a primeira atração internacional do Palco Mundo no Rock in Rio

Ver Galeria
(5 imagens)

Em um show proibido para diabéticos, Katy Perry levantou a plateia que a aguardou ansiosamente durante os 35 minutos que sua apresentação atrasou. O palco dela, é verdade, justifica parte da demora. O mais complicado de se montar até então, ele contou com uma versão simplificada daquele que adorna a turnê California Dreams, com a cenografia com cupcakes, docinhos e coisas do tipo.

Tendo início, finalmente, às 22h15, Katy entrou vestida de azul da cabeça aos pés e com o hit “Teenage Dream”, o primeiro dos muitos que viriam durante o tempo em que ficou no palco, pouco mais de uma hora. Com o set list encurtado, a cantora privilegiou as músicas que são sucesso absoluto, tendo incluído a canção “Thinking of You” sob a alegação de que ela foi número um no Brasil e apenas aqui. A faixa foi trilha da novela Caminho das Índias.

Dentre os hits, ela não deixou de fora “Firework”, “Last Friday Night (T.G.I.F.)” – duas das mais cantadas - “Hot N’ Cold” e “I Kissed a Girl”, que contou com uma introdução inspirada em cabaré e, antes disso, com um daqueles momentos de fã no palco, que são sempre marcantes. Katy, com seu jeito de mulher poderosa, que trata os homens de igual para igual, escolheu um rapaz da plateia para dar um beijo (“já ouvi falar muito dos brasileiros, mas nunca experimentei um”). Chamou o paulista Júlio, de Sorocaba, para ir até ela, o seduziu, conquistou e deu um beijo nele daqueles “na trave”.

Quando ele voltou para mais, ela o beijou de novo, da mesma forma, e deu nele um empurrão de fazer o fã cair no chão. Em seguida, o expulsou do palco para dar continuidade à apresentação.

No mais, chamaram a atenção a quantidade de apetrechos e o tamanho da produção, incomum para shows de festivais. Por mais que Katy Perry tenha aberto mão de algumas partes da performance desta turnê, como a máquina de espalha cheiros, o show ainda foi bem incrementado – com direito a muitas trocas de roupa, oito bailarinos e muitas fantasias e coreografias.

O término da apresentação, com “California Gurls”, contou com a já tradicional chuva de papel picado e com Katy jogando uma espuma no público, imitando o chantilly que atira de seu figurino no clipe da faixa.