Pulse

Com ótimas atuações, 12 Anos de Escravidão é um filme ao mesmo tempo explícito e remoto

O filme é um dos fortes candidatos ao Oscar, tem nove indicações

Paulo Cavalcanti Publicado em 21/02/2014, às 14h09 - Atualizado às 17h17

12 anos de escravidão
Divulgação

Dirigido por Steve McQueen (Fome, Shame), 12 Anos de Escravidão concorre a nove prêmios Oscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Ator (Chiwetel Ejiofor), Melhor Ator Coadjuvante (Michael Fassbender), Melhor Diretor (McQueen) e Melhor Atriz Coadjuvante (Lupita Nyong'o).

Oscar 2014: conheça os indicados na categoria Melhor Filme.

O filme é baseado nas memórias de Solomon Northup, que foram publicadas em 1853. Northup era um negro nascido como um homem livre e que vivia em Nova York, trabalhando como carpinteiro e violinista. Um dia, ele é enganado por dois vigaristas, que prometem para ele trabalho em um circo. Northup é embriagado, vendido como escravo e enviado para o sul dos Estados Unidos, onde é renomeado como Platt e passa por diversos proprietários. Depois de mais uma década sofrendo e presenciando o extremo sofrimento, Northup consegue provar a verdadeira identidade e é libertado. Ele retorna para a família, chocado, mas obviamente feliz.

Oscar 2014: Trapaça e Gravidade lideram as indicações

McQueen fez um filme que é ao mesmo tempo explícito e remoto. A violência está presente o tempo na tela. Os açoites, crueldades e humilhações aos quais eram submetidos os escravos são mostrados sem nenhum constrangimento. Só que McQueen não investe muito na emoção – Northup é na maioria do tempo um observador passivo e este estado de espírito também é passado para os espectadores.

Ouça os indicados na categoria Melhor Canção, no Oscar 2014.

12 Anos de Escravidão é um filme onde os atores brilham. Chiwetel Ejiofor é forte candidato a levar Oscar em um papel difícil. Também dignos de nota são Benedict Cumberbatch (como um dono de escravo benevolente), Michael Fassbender (como um escravocrata psicótico) e a novata Lupita Nyong'o, que vive uma escrava que sofre na mão do personagem de Fassbender. Brad Pitt, um dos produtores do filme, faz uma ponta como um carpinteiro canadense responsável pelo discurso liberal do filme.

Ouça os indicados na categoria Melhor Canção, no Oscar 2014.