Com palavras de Freddie Mercury, Steven Adler desabafa sobre ex-companheiros do Guns N' Roses

O baterista teria uma participação maior na turnê de reunião da banda, mas foi dispensado por Duff McKagan após machucar as costas

Redação Publicado em 17/12/2019, às 13h00

None
Steven Adler no 3rd Annual Revolver Golden Gods Awards, em 2011 (Foto: Chris Pizzello/AP)

O ex-baterista do Guns N' Roses, Steven Adler, canalizou as palavras do ícone do Queen, Freddie Mercury, para explicar como ele se sentiu em relação ao seu envolvimento na reunião parcial da banda.

Axl Rose, Slash e Duff McKagan se juntaram para a turnê mundial de Not in This Lifetime, em 2016. Segundo Adler, ele dividiria a bateria com o atual membro do Guns N 'Roses, Frank Ferrer, mas participou de poucas apresentações.

+++ LEIA MAIS: Steven Adler não tentou cometer suicídio, garante representante do ex-baterista do Guns N' Roses

Ao ser questionado sobre a situação, ele revelou ao programa Trunk Nation, da rádio SiriusXM, que "Como Freddie Mercury disse, 'só um ano de amor é melhor do que uma vida inteira de solidão'."

"Eu vivi cinco grandes anos [com o Guns N' Roses], e eles me deixaram voltar e tocar em alguns shows, algumas músicas, e foi realmente incrível. só de estar no palco com Slash, Duff e Axl novamente. Não é exatamente o que eu queria, mas, como Freddie Mercury disse, 'só um ano de amor é melhor do que uma vida inteira de solidão'."

A citação vem da música "One Year of Love", escrita por John Deacon, baixista do Queen, para o álbum A Kind of Magic, de 1986.

Em 2017, Adler explicou que, a princípio, foi convidado para desempenhar um papel muito maior na turnê de reunião do Guns N' Roses. “Eu ia começar”, disse Adler, “[Ferrer] viria no meio e eu encerraria. E eu estava tranquilo em relação a isso."

Contudo, os planos mudaram depois que o ex-baterista da banda machucou as costas e passou por uma cirurgia.

"Duff me ligou e disse: 'Cara, você não vai mais tocar com a gente. Você não vai fazer esses shows'", lembrou. “E eu fiquei tipo 'Você é a pior pessoa do mundo.' E eu desliguei na cara dele. Tentei ligar de volta para ele e deixei uma mensagem dizendo: 'Sinto muito por ter dito isso'. E tive que me desculpar, porque, obviamente, eu o vi no último passado e fizemos shows juntos. E ele entendeu."

 


+++ FRANCISCO EL HOMBRE SOBRE RASGACABEZA: 'É UM DISCO INDIGESTO, TOCA EM PONTOS DOLORIDOS E ÍNTIMOS'