Comercial com Eva Mendes é censurado

Televisão norte-americana decidiu não veicular propaganda de perfumes porque atriz aparece nua

Da redação Publicado em 04/08/2008, às 16h47

O topless de Eva Mendes rendeu uma censura da TV norte-americana ao comercial da Calvin Klein
Reprodução

Os executivos de televisão norte-americanos decidiram nesta segunda-feira, 4, não veicular um comercial de perfumes da Calvin Klein protagonizado pela atriz Eva Mendes (Motoqueiro Fantasma).

Considerada uma das mulheres mais bonitas de Hollywood na atualidade, Mendes faz topless enquanto rola na cama. Em entrevista ao tablóide britânico The Sun, a atriz contou que ficou preocupada com a televisão norte-americana quando fez o anúncio, mas explicou porque aceitou gravá-lo mesmo assim: "amo ser super-feminina. Amo saias e vestidos, e não uso jeans. O que faz uma mulher forte é a confiança em si mesma".

Confira o polêmico comercial clicando aqui.

O criador da propaganda, Fabien Baron, preferiu criticar os Estados Unidos: "Esse país precisa de um novo presidente. Está tudo de cabeça pra baixo. É uma piada, e um pouco triste, ver o quão hipócrita eles se tornaram. Está tudo bem em crianças verem pessoas sendo mortas por tiro? Espalhar um pouco de amor seria uma ótima idéia".