Como Beyoncé conseguiu manter segredo sobre o disco que lançou de surpresa?

O produtor Noah "40' Shebib e experts da indústria comentam o fenômeno Beyoncé

Steve Knopper Publicado em 14/12/2013, às 14h46 - Atualizado às 14h53

Beyoncé
Reprodução / Facebook

Há uma semana, o produtor e compositor de Toronto Noah "40" Shebib estava mixando e masterizando "Mine" quando a equipe de Beyoncé ligou e ordenou que ele finalizasse a música imediatamente. "Ficaram me pressionando: ‘Precisamos dessa mixagem. Precisamos terminar já, é para agora’”, relembra ele, é um colaborador de longa data de Drake. "Eu brigo com algumas pessoas às vezes 'Não me pressione desse jeito, você vai receber o material, vai dar tudo certo, tá? Relaxa’”.

2013: o ano em que os artistas inovaram na hora de lançar discos.

"E, claro, eles não estavam brincando", diz Shebib, por telefone. "Meu empresário me ligou ontem à noite e disse ‘Saiu! Beyoncé!' Está tudo no iTunes."

Em São Paulo, Beyoncé é agarrada por fã, mas mantém a compostura.

As 14 músicas e 17 vídeos que compõem Beyoncé, o aguardado novo álbum da estrela pop, chegaram ao iTunes na madrugada da última sexta, 13, com quase nenhum marketing ou pompa, além de um comunicado para a imprensa em um banner colocado no topo da loja de música virtual. O "álbum visual" estourou no Twitter e no Facebook e vendeu mais de 80 mil cópias em três horas. Apesar de astros como Justin Timberlake e David Bowie terem feito surpresas semelhantes ao longo do ano, nenhum deles soltaram álbuns inteiros de uma vez, como Beyoncé fez.

Músicos que vão dos palcos para as passarelas, como Beyoncé.

"Muitos outros artistas que não são da mesma grandeza que Beyoncé não teriam dado conta de realizar isso e atravessar o sistema todo com essa rapidez”, diz Syd Schwartz, ex-executivo da gravadora EMI que agora é dono de uma empresa independente de marketing chamada Linchpin Digital. "Ela claramente teve que pular muitos dos mecanismos padrões para ter certeza de que isso funcionaria.”

Rock in Rio 2013: Beyoncé domina primeira noite do festival.

O disco de Beyoncé saiu exclusivamente no iTunes, de forma que ela pode trabalhar com os funcionários da Apple para manter segredo e não teve que negociar antecipadamente com a Amazon, Target e outras lojas. "A parte mais difícil é manter segredo, quando você é tão grande quanto Beyoncé", diz Schwartz. "Um número muito pequeno de pessoas em torno dela devia estar sabendo a respeito.”

Katy Perry anuncia novo disco em campanha inusitada.

"Eu não fazia ideia de que estava chegando”, acrescenta Caroline Polachek, da Chairlift, que compôs e produziu "Angel". "Eu não tinha ouvido a versão final até o disco sair.”

Beyoncé gravou o trabalho há alguns meses com a ajuda de compositores e produtores proeminente, incluindo Justin Timberlake, Sia, Ryan Tedder, do OneRepublic, Frank Ocean, Miguel e The-Dream. Shebib e Drake trabalharam com ela em um estúdio de Nova York por dois dias para acertar detalhes de "Mine". Na época, tudo que Shebib sabia a respeito do disco era que Beyoncé tinha esperanças de lançá-lo antes do Natal.

"Foi brilhante. Você não gasta nada com marketing, basicamente. Ter conseguido que funcionasse e que a informação não vazasse foi muito impressionante. Não é algo simples de se realizar", disse Shebib. "Todo mundo ficou surpreso. Todo mundo. Não foram apenas os fãs."

Com reportagem adicional de David Marchese