Como a cena final de Dark revela que a história tem ciclo completo - e isso vai ‘explodir cabeças’

A conclusão da série dá abertura para uma interpretação bem otimista da obra

Redação Publicado em 01/07/2020, às 12h06

None
Louis Hoffman e Lisa Vicari em Dark (foto: reprodução/ Netflix)

A cena final de Dark, da Netflix, faz a série terminar em um tom bem alegre. Apesar das fortes emoções e o que parecia ser um final correto, mas triste, a sequência final do episódio oito pode deixar margem para um futuro bem otimista para os habitantes de Winden.

Vale ressaltar que, a partir desse ponto, o haverão diversos SPOILERS da terceira temporada de Dark, além de especular sobre o que pode acontecer após o créditos finais. A análise foi feita originalmente pelo site Insider.

+++LEIA MAIS: Vídeo intrigante de Dark mostra cenas iguais da 1ª e 3ª temporada: ‘Tudo está conectado’

A cena final mostra um jantar em 2019 no mundo de origem, o lugar onde H.G. Tanhaus, amargurado pela morte trágica do filho Marek e da neta Charlotte, se tornou a primeira pessoa a criar uma máquina do tempo. A invenção dele criou os dois mundos corrompidos de Jonas (Louis Hoffman) e Martha (Lisa Vicari).

A realidade foi realmente alterada pela última viagem dos dois, quando eles conseguiram evitar o acidente de carro que mataria Marek. Sem o trauma dessa perda, Tanhaus nunca sentiria a necessidade de criar uma máquina no tempo e, por consequência, os outros dois mundos apresentados na série. 

+++LEIA MAIS: Dark: Quem é ‘O Infinito’ ou ‘Desconhecido’, o personagem misterioso de Dark

O resultado dessa alteração foi a destruição dos dois mundos paralelos, além um mundo de origem no qual a família Nielsen inteira e alguns membros das famílias Doppler e Tiedemann nunca existiram. Os personagens que restaram estão jantando juntos. 

Podemos ver Torben Woller, o policial com o olho machucado, na mesa com Hannah Kruger, Katharina, Peter Doppler, Regina Tiedemann e Bernadette, irmã de Torben.

Dark season 3 finale explainer Netflix TV 4

+++LEIA MAIS: Como Dark 3 encaixou cada grão de areia de uma ampulheta temporal - e criou ficção científica quase perfeita [REVIEW]

Todos parecem mais alegres e joviais do que nos mundos alternativos vistos nas outras temporadas. Hannah e Torben estão casados e esperam um filho, Regina não demonstra sinais de câncer, Peter e Bernadette assumiram um relacionamento e Katharina está solteira, pois nunca conheceu Ulrich Nielsen.

Enquanto os amigos riem a mesa, acontece um apagão (provavelmente causado por Jonas e Martha destruindo os outros dois mundos) e Hannah se sente mal, dizendo que teve um deja-vu. A personagem diz que teve um vislumbre do apocalipse. 

Dark season 3 finale explainer Netflix TV 16

+++ LEIA MAIS: Dark: explicamos o final (confuso?) da série da Netflix sobre viagens no tempo e universos paralelos

Ela diz que vê "vazio, escuridão infinita. Sem ontem, nem hoje, nem amanhã." Apesar da visão parecer muito com o que Adam chamava de paraíso, os outros amigos a mesa levam com bom humor o comentário. "Bom, parece que Winden não quer desaparecer", diz Peter. Logo depois, o assunto da conversa vira para o filho de Hannah.

"Como você vai chamar ele?" A resposta da personagem é bem intrigante. "Eu acho Jonas um nome lindo." O que isso pode significar?

+++ LEIA MAIS: Dark: Entenda o que é o Paradoxo de Bootstrap, teoria de viagem no tempo que 'explode cabeças' dos fãs da série da Netflix

Talvez, a fala final de Dark dê brecha para entender que Jonas e Martha podem nascer de maneira natural no mundo de origem, no futuro. Possivelmente, o casal possa se conhecer e se apaixonar do jeito certo, afinal, nas palavras do protagonista, eles são "um par perfeito. Nunca duvide disso."


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO