Pulse

Como Eric Clapton reagiu ao ser chamado para entrar nos Beatles por John Lennon?

O guitarrista teve várias colaborações com os Beatles, e contou o que pensou quando foi convidado para o grupo

Redação Publicado em 07/11/2019, às 07h07

None
Eric Clapton em cena do trailer do documentário Life in 12 Bars (foto: reprodução)

Eric Clapton foi convidado por John Lennon a fazer parte dos Beatles em janeiro de 1969, logo após George Harrison deixar (temporariamente) a banda. O guitarrista avaliou o convite, na época, mas tinha ressalvas. 

“Sim, ele [Lennon] me chamou… Os prós e os contras de fazer parte de uma banda daquelas eram extremos”, contou Clapton em Living in the Material World (2011), documentário biográfico sobre George Harrison, dirigido pelo cineasta Martin Scorsese.

+++LEIA MAIS: Como The Who inspirou os Beatles a gravar Helter Skelter?

Clapton sempre teve uma relação muito boa com vários dos Beatles. No final de 1968, tocou com eles na Abbey Road Studios e gravou o solo de guitarra de “While My Guitar Gently Weeps” - na ocasião, George Harrison havia convidado o músico.

Lennon também gostava do talento de Clapton, quem ele conheceu mais a fundo também em 1968, quando ele e o guitarrista tocaram juntos com os Rolling Stones algumas músicas para o projeto Rock and Roll Circus.

Então, quando Harrison saiu, John nem hesitou e disse: "Vamos entrar, Eric."

+++LEIA MAIS: Por que George Harrison tinha ressalvas em relação ao White Album dos Beatles?

O guitarrista considerou a ideia, mesmo que brevemente. Para ele, os prós eram a proximidade e convivência que os Beatles tinham: “Às vezes parecia que a banda era a família mais unida de todas.” Por outro lado, as brigas desencorajaram muito: “A crueldade e hostilidade eram sem igual.”

No fim das contas, a ideia era apenas de Lennon, e os Beatles nunca convidaram formalmente Eric Clapton.  George Harrison voltou 10 dias após sair, e os FabFour continuaram com a formação original até abril de 1970, quando o grupo se separou em definitivo.