Como foi criado o logo dos Rolling Stones

Encomendado em 1970, símbolo da banda é o mais famoso do rock n' roll

Redação Publicado em 14/04/2020, às 09h24

None
Mick Jagger, dos Rolling Stones, se apresenta no Indianapolis Motor Speedway e o logo da banda (Foto 1: Barry Brecheisen/AP | Foto 2: Reprodução)

O projeto para o logo dos Rolling Stones começou como algo simples, um pequeno emblema para adornar capas de singles e papéis timbrados. As poucos, porém, o trabalho do designer John Pasche ganhou vida própria e se tornou o símbolo mais famoso do rock n’ roll. Ao longo de 50 anos, a lendária língua estampou todo tipo de produto. 

Em entrevista à NME, o designer relembrou a história do logo. No começo de 1970, os Rolling Stones entraram em contato com a universidade britânica Royal College of Art, na busca de um artista para criar um pôster para a turnê europeia do grupo. Pasche, estudante no último ano do mestrado, na época, foi indicado. O artista encontrou Mick Jagger para discutir ideias para o projeto, mas a primeira versão não foi aprovada. “Ele recusou. Pensei, ‘Bom, foi isso’. Mas ele disse, ‘Tenho certeza que consegue fazer melhor, John”, relembrou Pasche.

+++ LEIA MAIS: Jimmy Page tocou em músicas dos Rolling Stones antes e depois do Led Zeppelin

A segunda versão agradou mais ao grupo. Jo Bergman, assistente pessoal da banda, enviou uma carta para Pasche com a orientação de “criar um logo ou símbolo para ser usado em blocos de nota, capa de programas”, entre outras finalidades. Em novo encontro com designer, Jagger foi mais específico. Os Rolling Stones queriam “uma imagem que funcione por conta própria… Como o logo da Shell Petróleo. Ele queria aquele tipo de simplicidade”, explicou o artista gráfico.

Uma referência era a cultura indiana, uma tendência no Reino Unido. Pasche se inspirou na língua de Kali, deusa hindu, para criar o logo. Não havia a intenção de representar a boca de Jagger. O desenho também pretendia ser um símbolo de protesto. “É o tipo de coisa que as crianças fazem quando mostram a língua pra você. Foi o principal motivo para eu acreditar que funcionaria bem”, continuou Pasche.

+++ LEIA MAIS: Médicos, monitor cardíaco e desfibrilador: os bastidores dos cuidados de Mick Jagger na turnê dos Rolling Stones

A primeira aparição do logo foi na contracapa do álbum Sticky Fingers(1971), usado como marca da gravadora e no encarte. Uma versão redesenhada por Craig Braun foi usada no lançamento dos Estados Unidos, com novas linhas e destaques. Essa é a versão oficial do logotipo até os dias de hoje.


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA