Como foi o primeiro show de Bob Dylan há 58 anos? [FLASHBACK]

Astro do folk apresentou um dos maiores sucessos da carreira, 'Blowin' In The Wind'

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 12/04/2021, às 18h47

None
Bob Dylan (Foto: Landmark / MediaPunch / IPX)

A história do Town Hall, casa de shows em Nova York, EUA, mudou no dia 12 de abril de 1963. Lá, há 58 anos, Bob Dylan fez o primeiro show solo da carreira.

Mais de mil pessoas presenciaram o nascimento de uma estrela. Na setlist, estavam inclusas canções que se tornariam grandes sucessos, como “Blowin’ In The Wind” e “Don’t Think Twice, It’s Alright.”

+++LEIA MAIS: Bob Dylan fala sobre processo multimilionário de Claudia Levy, viúva de antigo colaborador: 'Oportunista'

Além delas, Dylan também tocou originais inacabadas as quais não fizeram parte do disco de estreia, The Freewheelin’ Bob Dylan (1963), como “Hiding Too Long.” 

O show foi uma introdução a um dos maiores cantores e compositores da história dos EUA. Apesar de não poder prever a nova era da música folk,Robert Shelton, do The New York Times traçou o perfil de Dylan em resenha: “Um garoto de 21 anos de Minnesota, o qual usa calça jeans azul e não frequenta barbearias.”

+++LEIA MAIS: Como Bob Dylan virou improvável ‘garoto propaganda’ da Victoria’s Secret nos anos 2000 [FLASHBACK]

No entanto, reconheceu o talento de Dylan, e agradeceu ao promotor de eventos Harold Leventhal por ter “escapado dos sucessos de bilheteria para apresentar um jovem gigante.”

Desde então

Com mais de 50 anos de carreira, Bob Dylan permanece relevante na música. As canções da década de 1960 foram importantes na luta pelos Direitos Civis e nos movimentos de oposição à Guerra do Vietnã. 

+++LEIA MAIS: Qual foi o primeiro nome artístico de Bob Dylan, e por que ele mudou?

Gravou mais de 30 discos de estúdio, foi eleito pela Rolling Stone EUA o segundo Melhor Artista de Todos os Tempos em 2004. Além disso, uma das principais canções, "Like a Rolling Stone", foi escolhida como a Melhor de Todos os Tempos. Em 2016, ganhou o Nobel da Literatura pelo modo como se expressava nas letras e pela contribuição para a tradição da música norte-americana.


+++ LAGUM | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL