Como foi a real luta entre Bruce Lee e um dublê - e foi bem diferente da mostrada em Era uma Vez Em Hollywood, com Brad Pitt

A família de Bruce Lee não gostou da maneira como Quentin Tarantino representou a luta

Redação Publicado em 23/04/2020, às 14h36

None
Bruce Lee (Foto: Reprodução)

A polêmica cena de luta em Era uma Vez em Hollywood é baseada em uma briga real de Bruce Lee no set com um dublê chamado Gene. Inclusive, alguns fãs do ator não concordam com a representação trazida por Quentin Tarantino

+++LEIA MAIS: De Bruce Lee a Michael Jackson: As 13 celebridades que mais lucraram após a morte entre 2010 e 2019

Na cena, um arrogante Bruce Lee (Mike Moh) fica em um cenário de Hollywood durante uma pausa nas filmagens da série O Besouro Verde. Ele se gabava por ser um grande lutador. O dublê Cliff Booth (Brad Pitt) insulta Lee por isso, que o desafia para uma luta.

É um "concurso amigável" para ver quem pode derrubar o outro mais vezes. Quando os dois começam, Lee derruba Booth, que joga Lee longe. Ao retomar a luta, são interrompidos por um coordenador de acrobacias, que a encerra em um empate.

+++LEIA MAIS: Filha de Bruce Lee diz que seria bom Quentin Tarantino "calar a boca"

A família e amigos de Lee ficaram incomodados e explicaram que ele nunca foi "fanfarrão" e nem “soberbo” para julgar quem ele venceria em uma luta. Quais aspectos dessa cena, então, refletem a verdadeira luta? Quem era o dublê? Como terminou?

Em 1966, enquanto filmava cenas de luta para a série O Besouro Verde, Bruce Lee era rígido com os dublês e queria que as lutas parecessem legítimas, e então a coordenadora de dublês Bennie Dobbins chamou Gene LeBell, que tinha capacidade para humilhar o ator.

+++Leia mais: Filha de Bruce Lee critica como novo filme de Quentin Tarantino retrata o pai

Na época, LeBell fazia acrobacias por apenas quatro anos. Por mais de trinta treinou vários estilos de luta, conquistou campeonatos e venceu mestres de artes marciais. Depois de ganhar "mais de 200 troféus" em combate real, decidiu tentar lutar pelo entretenimento em Hollywood.

Durante uma gravação, os dois começaram a brigar em uma cena e Lebell segurou o ator pelos ombros, que se irritou e disse: "Ponha-me no chão ou eu mato você!"

+++LEIA MAIS: Por que esposa de Bruce Lee quis fazer dois funerais para o ator?

LeBell respondeu: "Eu não posso te derrubar ou você vai me matar." Ele segurou Lee nos ombros por mais um tempo antes de colocá-lo no chão e dizer que estava apenas brincando. Mais tarde, o dublê contou que os dois se acertaram: "Fui trabalhar com [Lee] na escola dele. Ensinei a ele judô, luta livre e coisas assim, e algumas finalizações que mais tarde trabalhou em alguns filmes, e ele me mostrou a maioria dos chutes e golpes que até hoje eu uso nos filmes. Um homem maravilhoso, maravilhoso e um grande artista marcial."

O dublê também foi contratado para fazer acrobacias ao lado do ator em Besouro Verde. Infelizmente, Bruce Lee faleceu alguns anos depois, em 1973. Gene LeBell continuou em Hollywood e treinou artistas como Chuck Norris, Ronda Rousey e Steven Seagal

+++ LEIA MAIS: Kill Bill, Rambo e Pulp Fiction: os 7 filmes mais sangrentos já produzidos [LISTA]


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA