Como John Lennon inspirou o clássico do terror O Iluminado, de Stephen King?

Uma canção do ex-beatle ajudou o escritor a criar um dos conceitos mais importantes da obra literária

Redação Publicado em 06/04/2020, às 08h57

None
Jack Nicholson em O Iluminado (Foto: Reprodução)

Além de ter sido integrante de uma das bandas mais populares de todos os tempos, John Lennon também foi uma das inspirações de Stephen King para escrever o clássico de terror, O Iluminado.

Segundo o site  Showbiz CheatSheet, o célebre escritor possui o hábito de escutar músicas durante o desenvolvimento das obras literárias dele. E, certa vez, foi surpreendido ao ouvir “Instant Karma”.

+++ LEIA MAIS: 7 filmes que são melhores que os livros que os inspiraram: O Senhor dos Anéis, O Iluminado e mais [LISTA]

No hit lançado em 1970, Lennon canta: “O carma imediato vai te pegar / Olhará direto na sua cara [...] Bem, todos nós brilhamos / Como a lua e as estrelas e o sol / Sim, todos nós brilhamos”. 

A letra da canção inspirou a ideia do “iluminado”, um ser que possui habilidades psíquicas que permitem visualizar o passado e forças sobrenaturais. O conceito é tão importante para a história que deu nome para livro. 

Apesar do papel indispensável da canção no trabalho de King, nenhuma referência a Lennon ou a Plastic Ono Band - que também leva os créditos da música - foi colocada no livro ou na adaptação cinematográfica dirigida por Stanley Kubrick.

+++ LEIA MAIS: Como o clássico do The B-52s refez a carreira de John Lennon?

Contudo, uma possível homenagem pode ser encontrada na sequência da narrativa, Doutor Sono. Conhecido por colocar easter eggs nos livros, King descreve uma cena na qual Danny Torrance ouve “Not a Second Time”, dos Beatles. A canção utilizada para expressar os sentimentos do personagem principal é considerada uma referência ao integrante do Fab Four.

Ouça “Instant Karma”:


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK