Como Keith Richards escapou da prisão perpétua por tráfico de drogas em 1977 - e como quase destruiu os Rolling Stones

O artista foi detido no Canadá e o passaporte dele foi confiscado

Redação Publicado em 27/02/2020, às 16h11

None
Keith Richards na própria casa, em 1966 (Foto: Gered Mankowitz / Morrison Hotel Gallery / Divulgação)

Há 43 anos, Keith Richards foi detido no Canadá. A polícia achou heroína no quarto de hotel do artista, por isso, o levou para a prisão. Tal acontecimento quase marcou o fim dos Rolling Stones. As informações são do site Ultimate Classic Rock.

Ele foi acusado por "posse de heroína para fins de tráfico" - o que no país norte-americano pode resultar em uma condenação de sete anos de encarceramento até uma pena de vida perpétua. Além disso, o passaporte do músico foi confiscado e ele ficou no Canadá até abril do mesmo ano.

+++ LEIA MAIS: As aventuras de Keith Richards: 7 histórias insanas de uma vida lendária [LISTA]

O também ator apenas conseguiu voltar para os Estados Unidos quando recebeu um visto médico - com o objetivo dele tratar o vício em heroína.

Após um tempo, as acusações contra Richards foram retiradas e reduzidas apenas para posse de drogas. Isso apenas foi possível graças a declaração de uma mulher cega que depôs a favor do artista - além dele ter se considerado 'culpado'.

+++ LEIA MAIS: Em 1984, policiais pararam o carro de Keith Richards, dos Rolling Stones, mas não foi para prender o guitarrista

A jovem contou ao juiz do caso como Richards se preocupava com a segurança dela nos shows dos Rolling Stones - e sempre tomava as medidas necessárias para ela aproveitar as apresentações.

Com o testemunho, o magistrado encerrou o processo e estabeleceu que o artista recebesse uma sentença de suspensa de um ano, bem como um ano de condicional. Ainda, o músico devia continuar o tratamento de reabilitação e deveria realizar um show no Instituto Nacional Canadense para Cegos - dentro de seis meses.

+++ LEIA MAIS: Por trás do Rolling Stones: triângulos amorosos, escândalos e o consumo de drogas 

Segundo o site The Star, depois da conclusão do caso, Richards deu uma entrevista e comentou: “Eu me sinto bem com isso obviamente... estou muito feliz". Ele também brincou e disse que os outros integrantes dos Rolling Stones "ficaram chateados por eu não ter sido afastado por alguns anos".


+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN