Como o Aerosmith escrevia músicas no início da carreira? Joe Perry relembra

No início da carreira, o guitarrista morava com Steven Tyler - e eles compunham junto na sala de casa

Redação Publicado em 20/08/2019, às 15h23

None
Joe Perry (Foto: Wong Maye-E/AP)

Joe Perry, guitarrista do Aerosmith, foi o convidado do programa de rádio Ultimate Classic Rock Nights deste final de semana. Em conversa com Uncle Joe Benson, relembrou o início da carreira da banda nos anos 1970, quando ele ainda morava com Steven Tyler e o Aerosmithainda não tinha estourado - e relatou como era o processo dos dois para escrever músicas - e deu o exemplo da composição do clássico “S.O.S. (Too Bad),” de 1974. 

“Eu e Steven dividimos um apartamento por quase um ano,” contou o guitarrista. “Nosso paradigma para compor era ele na bateria e eu na guitarra. [...] A gente ficava tocando, aí ele jogava uma batida bem estranha no fundo e eu procurava uma nota para acompanhar, e íamos e voltávamos assim.”

+++ LEIA MAIS: Aerosmith recupera primeira van de turnê após 50 anos perdida em matagal 

Outro fator de peso para Tyler compor as suas faixas era o liricismo e o tom de sua voz cantada. “Ele é bem inventivo na bateria, e por isso seu vocal é tão percussivo. Demora um tempo muito grande para ele criar as letras das músicas porque gosta de usar palavras que soem quase percussivas.”

“[Enquanto tocávamos em casa] eu deixava uma fita cassete rodando e ele começava a cantar. Assim nasceu a música ‘S.O.S.’ Estávamos sentados na sala de casa com uma bateria pequena e um amplificador discreto, e definitivamente, a melodia e o tom da música nasceram assim, naquela tarde,” concluiu Perry

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos: