Como o clássico do The B-52s refez a carreira de John Lennon?

Em meados de 1970, o músico britânico havia perdido o interesse de convencer as pessoas a escutarem o trabalho dele com Yoko Ono - até que ouviu "Rock Lobster"

Redação Publicado em 03/04/2020, às 14h35

None
Montagem com a banda The B-52s (Foto: Divulgação) e John Lenno (Foto: AP Images)

No meio dos anos 1970, John Lennon não tocava mais música. Ele não pensava em música. Ele queria ser um bom pai para o filho, Sean, e perdeu o interesse de tentar convencer as pessoas a escutarem o trabalho que ele havia feito com a esposa, Yoko Ono. Por isso, o último lançamento dele, Walls and Bridges, foi em 1974.

Cerca de cinco anos depois, ele voltou a atuar em questão de momentos. “Eu estava numa boate nas Bermudas”, disse Lennon à Rolling Stone EUA durante uma entrevista gravada três dias antes de sua morte em 1980. “No andar de cima, eles estavam tocando discoteca, e no térreo eu ouvi a música ‘Rock Lobster’, do B-52s, pela primeira vez. Você conhece? Parece com a música de Yoko.”

+++ LEIA MAIS: Qual música de John Lennon foi considerada ‘estranha demais’ para os Beatles e recusada até no disco com Yoko Ono?

Em particular, o grito de Cindy Wilson lembrava - e muito - a abordagem de Yoko. “Eu disse para mim mesmo: ‘É hora de sair da zona de conforto e acordar a esposa”, continuou Lennon.

Imediatamente, eles voltaram a trabalhar. Ele escrevia uma música e cantava para ela no telefone. Ela, em Nova York, inventou uma resposta. E o resultado disso foi o último álbum completo de Lennon antes de sua morte, em dezembro de 1980, Double Fantasy.

+++LEIA MAIS: Por que George Martin substituiu o solo de George Harrison por vocal de John Lennon no início dos Beatles

Em 2012, o guitarrista e baterista original do The B-52s, Keith Strickland, encontrou uma entrevista em áudio no YouTube na qual Lennon dizia que as pessoas queriam que ele produzisse a música contemporânea do final dos anos 1970, mas apenas as coisas “esquisitas” realmente o atraíram.

“Eles finalmente entenderam o que estávamos tentando fazer o tempo todo, uma outra forma de expressão”, disse Lennon, referindo-se à faixa “Rock Lobster”. “E nós pensamos: ‘Desta vez, eles certamente vão entender!”

Então, ele pediu ao público que comparasse aquele som com as músicas dele e Ono. “Veja se não estávamos no caminho certo em 1969.” 

+++LEIA MAIS: Qual hit dos Beatles foi gravado por Paul McCartney e John Lennon sem George Harrison e Ringo Starr

“Eu sempre fui um grande fã dos Beatles”, revelou Strickland. “Yoko também foi uma inspiração para nós no início. Definitivamente, quando Cindy grita no final de ‘Rock Lobster’, é uma homenagem a Yoko.

Ainda, Strickland disse que o argumento de que ela “acabou com os Beatles” é a maior “besteira”, observando que “havia uma geração” de jovens que simplesmente a amava: “Nós pensávamos que ela era fantástica, então eu me senti bem por sermos capazes de retribuir (...) Eles perceberam isso, e John, por sua vez, se sentiu inspirado para continuar escrevendo.”

+++LEIA MAIS: As 5 músicas dos Beatles feitas por Paul McCartney que John Lennon mais gostava

"Ao ouvir o B-52, John percebeu que chegara a minha hora", explicou Yoko. "Para que ele pudesse gravar um álbum, me tornar a parceira dele e, certamente, não teríamos problemas como antes.”

Em 2002, Ono participou de um dos shows da banda. "O público não sabia, começamos a tocar 'Rock Lobster', e ela apareceu", lembrou Strickland. "Foi muito emocionante. Foi um dos destaques da nossa carreira.”

+++ LEIA MAIS: Filho achava John Lennon 'hipócrita' por defender a paz, o amor e destruir a própria família

Assista ao vídeo abaixo:

 


+++ TRAVIS SCOTT: O HYPE EM TORNO DELE REALMENTE FAZ SENTIDO?