Como o vestido de carne de Lady Gaga foi preservado

Infame peça está exposta no Hall da Fama do Rock and Roll, nos Estados Unidos

Por Matthew Perpetua Publicado em 21/07/2011, às 14h36

O vestido de carne de Lady Gaga está exposto no Hall da Fama do Rock and Roll
Cortesia do Hall da Fama do Rock and Roll

Lady Gaga teve muitos looks memoráveis e estranhos nos últimos anos, mas é inegável que a roupa mais estranha da cantora até o momento é o vestido feito de bife cru que ela usou no MTV Video Music Award, em 2010. Pouco após o show, o Hall da Fama do Rock and Roll mostrou interesse em adquirir a peça, mas se deparou com um simples problema: como você preserva uma vestimenta que já está se decompondo?

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

Dois meses após o VMA, o Hall da Fama contratou o taxidermista Sergio Vigilato, de Burbank, Califórnia, para iniciar o processo de limpeza e preservação do vestido. Em uma entrevista ao jornal Los Angeles Times, Vigilato explicou que quando o vestido foi entregue à sua loja, a American Taxidermy, havia sido congelado há semanas. Vigilato descongelou a carne, e a tratou com alvejante, formaldeído e detergente antes de remoldá-la para voltar ao design original criado por Franc Fernandez e o estilista de Gaga, Nicola Formichetti. Uma vez montado, ele tingiu-o de vermelho escuro, para se assimilar à cor que a carne apresentava quando a cantora utilizou o vestido.

Desde então, o vestido está exposto no Hall da Fama do Rock, em Cleaveland, na exposição Women Who Rock: Vision, Passion, Power. A mostra ficará em cartaz até fevereiro de 2011.