Como os Beatles foram banidos de um país após recusar convite

Banimento aconteceu quatro anos antes do término da banda

Redação Publicado em 21/10/2020, às 12h03

None
Beatles (Foto: Getty Images / Equipe)

De toda história da música, os Beatles conseguem ser uma das maiores e mais populares bandas que já existiram, mas isso não impediu John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr de serem banidos, em 1966, das Filipinas, porque recusaram um convite feito pela primeira-dama da época. A informação é do CheatSheet.

Durante o verão de 1966, o Fab Four estava em turnê pelas Filipinas quando receberam um convite para tomar um café da manhã no Palácio Presidencial em Manila, capital do país, como convidados especiais de ImeldaMarcos, então primeira-dama.

+++LEIA MAIS: Por que Ringo Starr acreditava que os Beatles “perderam muito” quando se separaram?

De acordo com o The VintageNews, os Beatles recusaram o pedido porque eles tinham uma tradição de nunca aceitar convites oficiais. No entanto, a decisão deles deles em comparecer ao café da manhã prejudicou Marcos. Então, em resposta a isso, ela proibiu o grupo de entrar no país novamente, como reportado pelo Harper’sBazaar.

A primeira-dama não ficou apenas brava, mas também espalhou a notícia de que Lennon, McCartney, Harrison e Starr haviam desprezado o convite dela. Por conta disso, os moradores de lá ficaram completamente indignados, e chegaram até a invadir o hotel onde eles estavam hospedados.

+++LEIA MAIS: O futuro da Lagum: como a banda quer homenagear legado de Tio Wilson nos próximos lançamentos [ENTREVISTA]

Os Beatles conseguiram, felizmente, deixar o país sem incidentes graves. Eles devem ter, provavelmente, se arrependido de ofender ImeldaMarcos - mesmo que não não tivesse sido algo intencional.


+++ XAMÃ: ‘SE VOCÊ NÃO SENTE NADA COM UMA MÚSICA, É PORQUE TEM ALGUMA COISA ERRADA' | ROLLING STONE BRASIL