Como os filmes de Martin Scorsese inspiraram as melhores cenas de Coringa?

Todd Phillips não esconde que Scorsese teve um papel significativo na produção de Coringa, mas onde exatamente essa influência está?

Redação Publicado em 13/12/2019, às 13h56

None
Montagem com Taxi Driver e O Rei da Comédia, de Martin Scorsese (Foto: Reprodução)

Todd Phillips não esconde que Martin Scorsese teve um papel significativo na produção de Coringa, mas onde exatamente essa influência está?

Coringa introduz a história de origem do infame inimigo do Batman, colocando doenças mentais, evasão e ação passiva do governo frente ao caos. O Príncipe Palhaço do Crime é vivido por Joaquin Phoenix, a atração principal de um elenco que também inclui Robert De Niro, Zazie Beetz, Frances Conroy e Brett Cullen.

+++ LEIA MAIS: Crítica se derrete por O Irlandês: "Mais uma grande conquista para Scorsese"

Temas e eventos semelhantes a alguns dos trabalhos mais importantes de Scorsese estão claramente presentes no trabalho de Phillips. Curiosamente, o diretor de O Irlandês e O Lobo de Wall Street passou quatro anos ponderando se ele iria ou não dirigir o próprio Coringa.

Confira, abaixo, os filmes de Martin Scorsese que inspiraram as melhores cenas de Coringa (2019):

TAXI DRIVER

Assim como Gotham, a cidade de Nova York em Taxi Driver (1976) está cheia de lixo e, enquanto Travis Bickle anseia pelo dia em que a chuva "lavará toda a escória das ruas", há um sentimento semelhante de inquietação nos cidadãos de Gotham. A separação gritante entre os ricos e os pobres está se tornando intragável para os reprimidos.

Bickle, por um lado, detesta os pobres e deseja que a criminalidade e a aspereza da cidade desapareçam, ao passo que Arthur Fleck, inversa e involuntariamente, se torna o símbolo da pobreza quando sua revolta contra os três agressores das Empresas Wayne destrava uma mudança de pensamento em Gotham.

Embora as motivações de Travis e Arthur sejam diferentes - Arthur claramente defende que seus atos não têm motivações políticas -, isso não significa que os personagens sejam totalmente diferentes. Pelo contrário, a maneira como os respectivos diretores ilustram suas personalidades anti-sociais tem uma semelhança impressionante entre si.

Não apenas as roupas simples e casuais dos dois personagens são parecidas, mas os dois podem ser vistos percorrendo as ruas de maneira sombria; enquanto Arthur sobe naquele lance de escadas iminente no início do Coringa, Travis desliza seu táxi por Manhattan, constantemente perplexo pelas coisas que observa. 

Ainda, enquanto os dois homens sentem um forte desagrado pela maioria das pessoas ao seu redor, ambos têm interações amorosas insípidas que começam bem, mas terminam de forma diferente. O primeiro encontro de Arthur com sua vizinha, Sophie (Beetz), inclusive, foi filmado da mesma maneira que o primeiro encontro de Travis com Betsy (Cybill Shepherd), a voluntária política.


O REI DA COMÉDIA

Travis e Arthur compartilham - principalmente - semelhanças atmosféricas. Contudo, as ações e desejos de Arthur podem ser facilmente atribuídos a Rupert Pupkin (De Niro), o Rei da comédia. 

Aspirantes a comediantes, os dois ficam obcecados com a fama e querem ser celebridades, cada um cometendo um ato criminoso para chegar lá: Rupert sequestra o apresentador Jerry Langford (Jerry Lewis), e Arthur se torna conhecido ao assassinar o também apresentador Murray Franklin (De Niro) ao vivo.

Embora tenham tomado caminhos diferentes, eles se aproximaram do mesmo destino. Na cena final de Coringa, Arthur mata um médico de Arkham e corre para frente e para trás tentando escapar dos funcionários da instalação. Rupert usou a mesma tática de fuga quando se infiltrou no escritório de Jerry Langford.

Outra característica definidora de Taxi Driver e O Rei da Comédia é a idéia de solidão; Os filmes lunáticos de Scorsese orbitaram personagens nos arredores de suas respectivas sociedades. O primeiro se concentrou em um veterano vietnamita amargo, cuja decepção na cidade volta a se transformar em atos assassinos disfarçados de heroísmo, enquanto o segundo exibia outro comediante em luta, obcecado com a fama.