Como Paris Jackson reconectou-se com a mãe após morte de Michael Jackson?

Após a aproximação com Debbie Rowe, Paris Jackson, a filha de Michael Jackson, percebeu o quanto elas tinham em comum: 'Somos muito parecidas'

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 14/07/2021, às 19h36

None
Paris Jackson (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Paris Jackson tinha apenas 11 anos quando o pai, Michael Jackson, morreu em 2009. Após a tragédia, a mãe do Rei do Pop, Katherine, ajudou a criar os três filhos: além da menina, Michael Joseph e Prince Michael. Em entrevista ao Red Table Talk, a cantora de 23 anos revelou como começou a se aproximar da mãe, Debbie Rowe, apenas após a morte do artista.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by 𝚙𝚔 (@parisjackson)

 

Michael e Debbie se casaram em 1996 e tiveram dois filhos: Paris e Prince. Segundo informações do Cheat Sheet, o casal se divorciou em 1999, mas a mãe se tornou presente na filha das crianças apenas quando chegaram à juventude. 

+++LEIA MAIS: Interferência da imprensa na morte de Michael Jackson causou 'alucinações' em Paris Jackson; entenda

"É legal conhecer minha mãe, ver como somos parecidas, saber quais músicas ela gosta. Ela adora country e folk," contou Paris na entrevista. Também explicou como enviou seu próprio trabalho musical a Debbie: "Somos fisicamente similares. É muito legal ter ela como amiga."

Apesar da reconexão com a mãe, Paris continua muito próxima da família paterna, especialmente dos irmãos e de Katherine, para quem fez uma publicação no Instagram desejando um feliz Dia das Mães. "Sempre digo a eles: 'Se quiserem me ligar, liguem. Tenho muito amor e respeito por vocês," afirmou. 

+++LEIA MAIS: Paris Jackson relembra infância com Michael Jackson: 'Benção e privilégio'

Na conversa, a filha do Rei do Pop também revelou quais são as explicações para seu nome, a partir do que ouviu de familiares. Uma versão se limitava ao fato de Michael amar a capital da França, mas a jovem também descobriu como o pai era muito amigo de Kathy Hilton, e acha que ambos fizeram um pacto para dar o nome da primeira filha de Paris: "Chamamos [Paris Hilton] de P1. Eu sou P2."


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL